segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Deus quer ,o Homem sonha ,a obra nasce..

o seu pai estará concerteza
feliz por esta homenagem
Foi assim com este titulo que gravei na minha memória a minha primeira participação numa maratona (em 2009 )(3:22:04)e é assim que inicio este texto da participação na segunda .
Quem acompanha este blog sabe o motivo pela qual eu participei , apenas e só para ajudar a Natércia a concretizar o sonho de correr uma maratona , o objectivo foi cumprido apesar das muitas adversidades , mas passamos ao resumo da prova que faço questão de partilhar:
Bem cedo chegamos ao porto onde encontramos um clima frio e muito ventoso .Depois de apanhar o autocarro para o local da partida começou a festa ...sim porque a participação a este nível tem forçosamente que ser encarado como tal.
Foram muitos os amigos do atletismo com quem tivemos oportunidade de conversar durante  o tempo de espera para o inicio da prova , um encontro muito especial marcou o dia Com a grande ANALICE  conhecida no mundo do atletismo e que recentemente dediquei algum destaque neste espaço.Largos minutos a conversar com esta pequena grande mulher que deu para aumentar ainda mais a admiração que temos por ela. Também o Nosso amigo Jorge Augusto , e ANA PEREIRA  conhecida no mundo da blogosfera (http://mariasemfrionemcasa.blogspot.pt/  ,) assim como muitos muitos companheiros deste fantástico mundo que são as corridas.
A nossa prova
Ás 9 horas em ponto começou o inicio do que se viria a tornar um dia inesquecível , não tenho palavras nem talento para traduzir em texto as grandes emoções que vivi , estar a correr com a Natércia uma maratona era algo que á alguns anos nem em sonhos..
O inicio foi tal como prevíamos rápido mas não nos deixamos levar pelo percurso e fomos mantendo o que achávamos que ela era capaz de fazer , assim passamos ao 10 km com 55:53 dentro do que estava previsto.
missão cumprida
O grande adversário era mesmo o vento que em algumas zonas soprava a grande velocidade e em sentido contrario .Ao 15km 1:23 e estava tudo calmo e assim continuou até á passagem da meia maratona com 2:02:04.Eu como mais experiente continuava atento e sabia que a qualquer momento as dificuldades iam aparecer e de facto assim foi por volta do km 25 quando a Natércia tem a primeira quebra mas que deu para continuar.Aos 30km  3.01:14 continuava tudo dentro do previsto pois o objectivo era terminar , o pior estava para acontecer  ao km 33 a Natércia tem uma forte dor na coxa direita que a levou a parar de repente.Depois de tentar avaliar a situação só teve tempo de dizer que ia desmaiar e cair nos meus braços.Rapidamente a deitei no chão levantei as pernas e pedi assistência medica .Foi uma fracção de segundos e rapidamente veio a ela nesta altura já estava no local a assistência medica e que foi fantástica a avaliar a situação.Confesso que por alguns minutos pensei que tinha terminado ali o sonho dela , mas não depois de largos minutos a ser assistida com os procedimentos normais nestas situações estavam reunidas as condições mínimas para continuar , a decisão foi dela que não deixou que a ambulância a leva-se .Como os meus amigos calculam a partir daqui faltavam 9 km e não foi fácil gerir a situação , mas esta mulher tem um carácter fora do comum , uma força mental inesgotável ,  e com a minha ajuda e do Filipe (que estranhou a ausência e veio ao nosso encontro ao km 35) lá chegamos ao km 40 altura em que apareceu o Simão , ai gerou-se um misto de alegria , emoção  sei lá o que mais ...mas que fez com termina-se  esta longa aventura que com todas adversidades demorou  4:42:41.
Assim termino esta historia real , obrigado a todos os que de varias formas nos fizeram chegar mensagens de incentivo , muito especial ao nosso companheiro de treino José Miranda , que mesmo não participando fez questão de estar na chegada para um forte abraço.A todos os que participaram parabéns , e continuem atrás dos sonhos , porque a vida sem eles não faz sentido.





9 comentários:

  1. Muitos parabéns a todos, especialmente à Natércia....grande força de vontade.

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns pela Maratona e por este emotivo relato.
    Depois dum desmaio, ainda fazer mais 9 kms (em cima de 33...), é duma força inacreditável!

    MUITOS PARABÉNS!!!

    ResponderEliminar
  3. PARABÉNS NATERCIA, ÉS UMA CAMPEÃ.
    UM ABRAÇO COSTA E PARABÉNS TAMBÉM.
    BONS TREINOS!

    ResponderEliminar
  4. Parabéns pelo percurso ! Meu carinho e bons treinos.

    ResponderEliminar
  5. Parabéns, especialmente à Natércia. Grande força de vontade e motivação!
    Uma boa recuperação.

    ResponderEliminar
  6. Parabéns Natércia que força de vontade indomável!

    ResponderEliminar
  7. Grande Natércia. Uma verdadeira Campeã.
    Boa recuperação.

    ResponderEliminar
  8. Bem...desmaiar, voltar a si e acabar a Maratona é... nem sei que dizer... é obra!!! Quer dizer, perder os sentidos não é propriamente o mesmo que esfolar um joelho...espero sinceramente que o episódio não tenha tido consequẽncias à posteriori.

    E Parabéns Natércia! Que tenha sido a 1ª de muitas, assim tu o desejes e assim será! Tens garra para isso.

    Muitos Parabéns Maratonista!

    Gostei muito de vos conhecer, aproximando dessa forma este mundo virtual do real!

    Beijinhos para vós e que a Natércia esteja a recuperar bem.

    E o Joaquim foi igualmente um herói, por ter sempre (desde os treinos) acompanhado a Natércia e tê-la ajudado a alcançar este sonho! Quando temos alguém ao lado, é sempre mais fácil! Embora a força esteja toda dentro de nós, mas os amigos, que nos apoiam, ajudam-nos a usar a nossa própria força.

    E se não for antes, espero para o ano lá vos encontrar de novo, e eu tambem estarei na Maratona!

    ResponderEliminar
  9. Olá Joaquim e Natércia,

    Parabéns por terem feito esta proeza, e serem determinantes de forma ao vosso sonho ter sido concretizado.
    Apesar do precauso aos 33 km , foi necessário ter muita força de vontade para retomar a corrida.

    E agora é pensar na próxima aventura!!!

    Força e boa recuperação.

    Abraço dos Xavieres

    ResponderEliminar