sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Maratona , esse grande desafio

foto:google
Confesso que de tanto ler comentários sobre  longas distancias que cada vez me apaixono por elas.A minha recente participação na maratona do porto em condições muitos especiais deu-me uma experiência única de como interpretar esta corrida louca.De facto na primeira maratona não tive tempo para observar certas coisas interessantes que acontecem na corrida.No mês que vem são muitos os amigos da blogosfera que vão participar na maratona de Lisboa , por isso deixo aqui mais um testemunho que vai direitinho para todos aqueles que pela primeira vez se vão estrear nesta distancia.


 QHSE da Schlumberger(autor)
Eu nunca fui um atleta dedicado, mas, aos 32 anos, comecei a correr por diversão com os Hash House Harriers. Todas as semanas, corria com vários amigos nas dunas e sabkhas próximas a Dubai, nos Emirados Árabes, onde eu morava. Oito anos mais tarde, ingressei na equipe da Schlumberger para correr a Holmenkhole lopet, uma corrida de revezamento em torno das colinas de Oslo, Noruega. Após correr algumas provas de 20 km, fui desafiado por minha filha a correr 25 km com ela. Eu a venci e corri 30 km naquele dia. Estávamos em outubro de 1994. A maratona de Houston, "apenas" 12 km mais longa, era em janeiro. Comecei a treinar, descobrindo que a maratona, na realidade, é composta de duas provas: uma prova de 32 km, seguida por outra de 10 km de igual dificuldade física. Eu tinha somente um objetivo – terminar. Mas, enquanto fazia a prova, descobri que poderia bater o tempo de Oprah Winfrey (4 horas e 16 minutos) e, mais tarde, conseguir abaixo do limite de 4 horas. Eu consegui. O sentimento de realização no final da prova é indescritível.
Como vocês podem ver, eu não estou competindo com os vencedores, que correm muito durante toda a prova e terminam em menos de duas horas e dez minutos, em um ritmo incrível de 20 km/h. Porém, aquela primeira corrida foi como uma isca – corro uma maratona todos os anos desde essa época, nos últimos sete anos. O treinamento associado à prova me permite pegar uma bicicleta, pedalar 275 km em dois dias para uma prova beneficiente e esquecer a bicicleta por um ano.
Logo após minha primeira maratona, eu estava intrigado pelo fato de a distância ser tão precisa (42 km e 195 m). Cada metro conta. Feldípedes, o mensageiro que estabeleceu a tradição da maratona, correu entre o campo de batalha de Maratona, uma pequena cidade grega, até a Acrópolis em Atenas para anunciar a vitória (em grego, nike, pronuncia-se ni-qui). Porém, como podemos nos lembrar a partir de qual arbusto ou árvore no campo de batalha ele iniciou a corrida? Qual foi o local exato de chegada na Acrópolis (e no qual ele faleceu)? Ele utilizou algum atalho?, etc.... A história nos dá a origem da distância exata. Nas Olimpíadas da Grécia antiga, era utilizada uma distância de aproximadamente 40 km. Na primeira Olímpiada da Era Moderna, disputada em 1896, também foi utilizada a mesma distância.
A distância de 42 km e 195 m foi estabelecida nos Jogos Olímpicos de 1908, em Londres. De acordo com a lenda, a família real britânica queria que a largada fosse feita no Castelo de Windsor, para que os netos de Eduardo VII pudessem assistir, e que a chegada fosse em frente ao palanque real no estádio olímpico, de forma que a Rainha Alexandra pudesse observá-la. Portanto, o percurso foi aumentado para atender a essas exigências.
Essa distância exata foi medida e congelada para todas as maratonas futuras. Na tradição perversa da maratona, os corredores, em um último segundo de consciência, deveriam gritar "Deus salve a rainha" (ou talvez algo um pouco menos respeitoso) ao cruzar a marca de 40 km, pois devemos a distância adicional à família real britânica.
Desde 1994, eu incentivo meus amigos e colegas a embarcar nessa aventura fantástica que é correr uma maratona. Eu argumento que (quase) todas as pessoas podem fazê-lo. São necessários seis meses de dedicação e treinamento para correr a primeira maratona, se você for capaz de correr somente cinco quilômetros, mesmo com dificuldade (consulte o seu médico antes). Hoje em dia, eu corro confortavelmente a maratona, utilizando o método de Jeff Galloway, que consiste em andar durante um minuto em cada 1,6 km, começando desde o início. Isso me permite correr uma maratona com uma variação de alguns minutos em relação ao tempo planejado.
Um último comentário. A disputa da maratona é mais uma proeza mental que física. Durante a prova, aprendemos que somos esquizofrênicos. Depois de 24 quilômetros, você descobre duas pessoas barulhentas discutindo dentro de sua cabeça. Uma diz: "Isso é bobagem. Pare. Sente-se. Desista. Tome uma cerveja gelada." A outra retruca: "Vá em frente. Não pare. Você pode bater seu recorde pessoal. Ouça as pessoas aplaudindo você." Até agora, a segunda pessoa sempre venceu a discussão!!!
 QHSE da Schlumberger

Sem comentários:

Enviar um comentário