segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

s.silvestre cidade de Vila Real

Elisabete Ribeiro
na s.silvestre de vila real
Texto e fotos de :Elisabete Ribeiro


Neste 21 de dezembro, as condições climatéricas ameaçavam uma S. Silvestre molhada. Surpreendentemente, quando chegamos à cidade de Vila Real, pelas 21h, a chuva cessou.O levantamento dos dorsais para a 7ª S. Silvestre de Vila Real foi efetuado no Regimento de Infantaria 13. Tenho de ressalvar o tratamento cordial, e tipicamente, militar dos soldados que nos receberam. Desde o batimento de pala até à quase escolta ao estacionamento, deixou o grupo profundamente enlevado.Como a meta não era no ponto de partida, tivemos que estacionar num local intermédio. Nada melhor do que nas piscinas municipais, com direito a duche após a corrida.
Desta vez o grupo não se resumiu a apenas membros do atletismo. A recente secção de Trail Running juntou-se-nos para participar nesta prova transmontana. Uniram-se, assim, duas secções da mesma Associação (ADA), num ambiente de companheirismo, camaradagem, partilha e descontração.  
Já perto do início da partida dirigimo-nos para a porta do Regimento de Infantaria. Não existia aqui aquela imensidão de atletas, a exuberância das grandes provas. A hora escolhida também não ajudou muito. Obrigou a que se fizesse um jantar mais cedo que o habitual ou mesmo um lanche reforçado. Para quem tinha jantares de Natal e outros compromissos típicos desta época natalícia, viu-se impossibilitado de marcar presença. Apesar disso, os participantes que estavam atrás da linha de partida, sentia-se a vontade em ir para a rua correr. Uns a tentar melhorar tempos pessoais, outros apenas correr pelo prazer de o fazer, de galgar o asfalto e paralelos molhados e a satisfação de poder terminar.
O tiro de partida deu-se, pontualmente, às 22h. O percurso tinha 2 voltas e meia, totalizando, 10710m (no meu gps). Fazer um circuito repetitivo não é o mais aliciante para mim. Já se sabe com o que contar e acaba por ser um pouco monótono. Salvo este pormenor, os quase 11 km foram feitos e terminados com alegria e agrado.
Finda a prova, chegou a hora do balanço do grupo. Todos terminaram em grande plano, apesar da queda aparatosa do nosso Manuel Cardoso, embora sem consequências muito graves.
Em suma, foi uma noite de corrida muito agradável e em boa companhia com a integração dos novos colegas do trail running. Venha a próxima!
Texto de Elisabete Ribeiro-AMARANTE




Sem comentários:

Enviar um comentário

Um "Mar de atletas" Invadiu o Porto de Leixões

...quase a terminar um Verdadeiro Mar de atletas invadiu ontem  o Porto de Leixões na 4ª  CORRIDA PORTO DE LEIXÕES   prova organizada...