sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

A Droga dos Corredores

Este é um dos locais  onde eu  treino ,
e também aqui já senti  as agradaveis sensações
 que a corrida nos proporciona
Era mais um simples treino ...Um dos muitos que Pedro tinha por Hábito fazer ao longo do mês.Naquele dia , a sessão prevista apontava para 50 minutos de corrida lenta no circuito habitual, que tinha o parque arborizado de Sintra por cenário .Só , como sempre , Pedro lá foi nas suas pequenas ritmadas passadas , tal como sempre fazia, e deixando o tempo escoar-se enquanto o seu corpo respirava os bons e puros ares da serra.
O relógio no pulso era o único instrumento de medida que transportava, mas, na verdade,para nada lhe servia pois desde há muito que sabia estar o seu treino terminado ao cabo de três voltas e mais uma de aceleração final ao longo do lago.
A primeira volta foi completamente em jeito de rotina e segunda também o deveria ser.No entanto , algo de estranho aconteceu quando estava prestes a terminá-la .O seu ritmo de respiração passou a ficar incompreensivelmente mais pausado , as pulsações deram sinal de abrandamento e uma agradável euforia invadiu-lhe todo o corpo...
Num ano que levava de treino de corrida ,nunca tinha sentido tudo aquilo.A primeira interrogação que fez a si próprio foi direitinha para a alimentação:
-Que terei eu comido ao almoço para ficar assim ?
Um a um , lá foi inventariando os alimentos ingeridos , mas tudo lhe parecia normal, não obstante essa maravilhosa sensação de euforia  continuar a acompanha- lo em cada uma das suas passadas .Dir-se-ia que o treino tinha começado , apenas e só naquele momento.As pernas "estavam no óleo os movimentos fluíam com facilidade ate ai nunca sentida .Aos poucos , foi aumentando o ritmo , talvez com receio , mas a verdade é que  o corpo lhe pedia mais, muito mais.
O estranho de tudo isso é que a sua respiração continuava absolutamente normal , como se estivesse a correr em andamento muito lento e ,no entanto , as suas passadas já eram vigorosas...
Quando terminou o circuito , continuou a sentir uma estranha felicidade e um bem- estar difíceis  de explicar , e o resto daquele dia , mesmo os factos mais aborrecidos que pudessem ter surgido, como as eternas filas de automóveis no percurso de regresso a casa, foram "digeridas"com  um prazer bem pouco habitual.
Texto Publicado na Revista Spiridon nº202
A onda de bem-estar que envolve o nosso Pedro (naturalmente nome e historia fictícia )certamente que já atingiu muitos de nos .É por isso com prazer que faço questão de partilhar com todos esta "onda"que funciona como uma droga para os corredores.

2 comentários:

  1. Essa droga dos corredores é boa demais...hehehe...belo texto que nos inspira a correr mais e mais...Joaquim Feliz Ano Novo e cheio de realizações.
    Bons treinos,

    Jorge Cerqueira
    www.jmaratona.com

    ResponderEliminar
  2. Sem Duvida , Jorge , penso que todos nos revemos nesta bonita historia , ainda hoje no final de mais um treino tive esta agradável sensação.Bons treinos .Abraço.

    ResponderEliminar

Um "Mar de atletas" Invadiu o Porto de Leixões

...quase a terminar um Verdadeiro Mar de atletas invadiu ontem  o Porto de Leixões na 4ª  CORRIDA PORTO DE LEIXÕES   prova organizada...