terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Correr agora ?Está maluco da cabeça....


A vida prega-nos realmente cada partida que por vezes ficamos espantados como as coisas nos acontecem.Eu passo a explicar esta que é uma historia real e se passou comigo.

Decorria o ano de 1993 quando no exercício da minha actividade profissional  (fui vendedor durante os últimos 20 anos) visitei um cliente na zona de Penafiel .Por norma visitava esse cliente por volta das 11h , mas nesse dia não foi possível e cheguei lá as 12h15. Depois dos meus pedidos de desculpa por não aparecer á hora habitual  o cliente diz que não me podia atender pois ia correr na hora de almoço...
Correr na hora de almoço ?respondo eu com ar de quem não queria acreditar no que estava a ouvir.Sim não tenho outra hora e hoje tenho que correr 20km.
Bem se já estava estupefacto , mais fiquei quando me falou assim , respondo que ele não estava bom da cabeça  ao que ele reagiu com uma enorme gargalhada.Ficou acordado que passaria mais tarde , o que veio a acontecer e onde falei mais em pormenor com ele sobre aquele vicio que ele tinha das corridas.É bom lembrar que eu tinha por essa altura 25 anos e ele  28 .Apesar de sempre ao longo da minha vida gostar de desporto apenas o futebol me ia de vez em quando ocupando o pouco tempo que tinha disponível .Os anos foram passando , até que em 1997 mudei de zona  de trabalho e deixei de ter contacto com este cliente e amigo.Em 2005 já eu dava umas  corridas e sou convidado por um amigo da ADA (Associação desportiva de Amarante)a participar na meia maratona da Nazaré , claro que pensei logo que não seria fácil .Depois de alguns treinos lá me convenci a participar , em Novembro de 2005 .Chegados á Nazaré e depois das formalidades que para mim eram novidade lá fomos dar um passeio para aliviar o nervosismo de quem participa pela primeira vez numa prova de tão longa distancia , e eis que no meio de um grupo de atletas alguém chama por mim , nem mais nem menos o Meu amigo de Penafiel  !O que está aqui a fazer ? pergunta ele com ar de admiração.Vou correr a meia maratona . O quê , você me chamou maluco e agora também anda nisto ?Selamos aquele feliz reencontro com um forte abraço , e pela minha parte posso dizer que jamais chamarei maluco a alguém  pois nunca se sabe  qual será a próxima loucura.

8 comentários:

  1. Adorei!
    Pois é mesmo melhor nunca se chamar maluco a alguém pois nunca se sabe a "maluquice" que o futuro nos pode reservar!
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem verdade Jorge ,mas eu adoro estas maluquices.abraço

      Eliminar
  2. Bela história Joaquim. Eu no pouco tempo que corro já reencontrei pelo menos dois amigos da escola que não via há anos (um desdo o 6º ano e outro desde o 9º ano). Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tambem ja tive situações dessas , de estar no pelotão pronta para mais uma corrida e olhar para o lado e ver um amigo que já não via á muitos anos, ele olha para mim e diz -que estas aqui a fazer ?o mesmo que tu digo eu... coincidências da vida.abraço

      Eliminar
  3. Excelente história!!!

    Quando me estreei em 2006 na Mini da Ponte, numa altura em que 10 kms pareciam-me como o cume dos cumes e mesmo assim nem sabia se conseguia, um colega perguntou-me se eu ia à Mini ou Meia. Respondi 100% convicto "Mini! Meia não faço nem nunca farei!". Um ano depois alinhei na Ponte... na Meia!

    É quando perdemos a cabeça que ganhamos juízo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei dessa frase "É quando perdemos a cabeça que ganhamos juízo!"abraço.

      Eliminar
  4. Nem mais...
    Diariamente ouvimos comentários desses. E o que me fazem rir!!! :-D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dia destes escrevo aqui um pouco de tudo o que me têm dito desde que comecei a correr .Abraço Pedro.

      Eliminar

Um "Mar de atletas" Invadiu o Porto de Leixões

...quase a terminar um Verdadeiro Mar de atletas invadiu ontem  o Porto de Leixões na 4ª  CORRIDA PORTO DE LEIXÕES   prova organizada...