domingo, 27 de outubro de 2013

Treinar ao Despertar da Aurora


Diz o ditado popular que "Que deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer", ora sou apologista desta filosofia pelo menos na parte de levantar cedo , adoro a manha ,por isso também para correr é na minha opinião a melhor hora do dia.

Ora este domingo assim aconteceu , beneficiados pela mudança da hora  á hora certa lá estava o nosso grupo para mais um "treino longo "como habitualmente acontece aos domingos.
8 horas em ponto o grupo estava pronto a partir , hoje completo pois foi com surpresa que um dos elementos
que normalmente não aparece aos domingos hoje nos presenteou com a sua presença , foi com muito gosto amigo Miranda ...apareça sempre.
No grupo estavam dois elementos (O Tiago e o Manuel)que domingo vão correr a maratona  por isso com outra rodagem , mesmo assim ainda permaneceram na primeira parte do treino junto ao "pelotão".
A Natércia que devido a lesão á muito que não corria tanta distancia , hoje aventurou-se mas a partir de certa altura começou a sentir , abrandando o ritmo e preferiu ficar sozinha , enquanto isso continuamos pela marginal  ao longo do Tâmega em direcção ao Marco que é o nosso percurso  preferido para treinos longos.Aos 16km invertemos a marcha e fomos "rebocar"a Natércia que tal como previa vinha a ceder por falta de ritmo , o que é normal. 
Terminamos com 20 km em 1H50:23 , muito bom , num agradável ambiente de boa disposição e preparados para mais uma semana de luta pela sobrevivência , ao qual a pratica da corrida ajuda e muito a enfrentar.A todos uma boa semana e boas corridas.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Historia de vida de uma autentica campeã

apesar de tudo sempre com um sorriso contagiante
Sem duvida que este fantástico mundo das corridas me tem permitido ao longo dos anos um acumular de historias , umas mais interessantes que outras como é óbvio.
Quem me conhece sabe que sou um individuo extrovertido durante as provas , falo com os atletas que me rodeiam como os conhecesse á anos.Ora foi exactamente numa prova em que tinha decidido falar pouco (para não me cansar tanto)que a paginas tantas , e depois de ouvir a conversa de um grupo de atletas comecei a falar com os atletas do Braguinhas Valquíria Silva e José Pereira durante a ultima meia maratona de Ovar.
Como já escrevi aqui no artigo anterior deste Blog , foi uma prova de emoções , provocadas pelas palavras da Valquíria relatando-me algumas situações da sua vida .
No final da prova assim como nos dias que se seguiram troquei algumas mensagens com ela e pedi se me autorizava a escrever sobre a sua historia de vida , que no meu entender  será muito motivador para todos os que tiverem oportunidade de ler.A Valquíria autorizou , assim como me deu mais alguns pormenores ...sobre a sua historia de dor sofrimento mas também de superação.
Ora esta "pequena"grande atleta que vos falo já em pequena gostava de dar umas corridas mas só já com idade adulta se iniciou nas provas .Ao longo da sua vida muito cedo começou a ter problemas de saúde "Aos 18 anos surgi-lhe o tumor no ovário direito que a  colocou em situação bastante delicada,uma vez que teve uma hemorragia interna e ficou quase 3 meses  hospitalizada.os médicos referem que provavelmente isto tenha sido a causa de outras doenças ou sequelas que foram aparecendo daí para frente.Devido a tantas hemorragias começou a ter problemas hematológicos,anemia,leucopenia"
Até que em 2005 depois de tantas vezes a correr para as urgências com mal estar,febre,dores abdominais,estava tão debilitada que ficou  internada no hospital de  Gaia em medicina interna.

A primeira vez foi para estudar a causa de uma febre e anemia que não passava.Mais tarde retiraram-lhe  a vesícula para prevenir uma pancreatite. Na sequência deste internamento,diagnosticaram-me uma doença no sangue,esferocitose (anemia hemolítica ereditária),que causa problemas no fígado,anemia,cansaço,etc…Porém,como andava sempre a queixar-se do estômago,um dia teve uma hemorragia e andou muito mal.Ficou internada numa enfermaria de doentes terminais durante muito tempo.Até que diagnosticaram-lhe um tumor no estômago já muito infiltrado,porém de pequena dimensão.Mas nunca fez  cirurgia para remover,dizem que esta alojado num lugar delicado e que só removendo todo estômago e duodeno ,algo que julgam não ser  capaz de suportar.

Quando em 2007 engravidou ,começou a ter problemas.Propuseram-lhe  interromper,mas não quis!
Correu tudo bem nos dois meses .Mas a partir daí foi uma luta!Passou muito mal,teve anemias graves,infecções renais graves,passou quase toda gravidez internada.Perdeu peso ao invés de ganhar.E começou a ser vigiada pela hematologia.O menino nasceu e foi estudado,também tem esferocitose e já nasceu com um tumor(benigno) no Baço.Mas esta bem.Depois do parto,muito complicado pois teve uma hemorragia.Os  valores baixaram muito(sangue).Foi para o Porto para o instituto de genética.Fez biopsias a medula óssea,estava a iniciar um linfoma. Daí em diante,passou dos 65/ 67 kg para os 41kg.O tumor tinha deixado raízes.Tirou apêndice,um nódulo do nariz,outro da virilha direita,6cm do intestino delgado,ovário direito,útero,e 3 nodulos no abdomem.Nesta cirurgia ao abdomem ficou 15 dias sem comer nem beber ligada a duas máquinas perfusoras.Cheguou aos 40 kg.Quando decidiram leva A VALQUÍRIA  para o bloco para abrir chamaram  a família e disseram que o caso era muito grave.Tinha acusado Carcinomatose no mesentério.Mas conseguiu Porém,os s exames de sangue cada vez agravavam-se mais a nível de glóbulos brancos.Neutropenia.Voltou fazer biopsia a medula óssea,duas,a sangue frio na bacia.A médica disse que tudo apontava para o linfoma tipo B.Fez  tratamento e ficou com um diagnostico de Hipoplasia da Medula Óssea,e por isso é vigiada na hematologia no Hospital São João.Se houver um maior agravamento,só fazendo transplante de medula óssea.Resumindo,tem  pouquíssimas defesas,glóbulos brancos,que a medula não fabrica.E se apanhar uma infecção mais grave não tem como combater.Tudo isso causa muito o desgaste,pois  os médicos dizem que o oxigénio não circula normalmente.
Quanto ao tumor do estômago,vai fazendo tratamento e medicação,e de seis em seis meses faz a eco endoscopia e biopsia.Da ultima vez disseram-lhe  que era muito arriscado mexer pois o problema que tem na medula agravaria a recuperação.Mas se ele aumentar muito ou acusar células más terá que tirar tudo.Agora está a fazer exames,pois apareceu-lhe um tumor no fígado,um nódulo no ovário esquerdo e suspeitam que o tumor na hipófise tenha aumentado,pois as análises acusaram quase 1.500 no valor,quando o normal é menos de 200....com tudo isto a Valquíria  confessa  que está a ficar cansada,mas não desiste de viver.!
Meus caros amigos , foi com esta autentica campeã que corri a minha ultima meia maratona , em Ovar durante a qual tive uma autentica lição do que é efectivamente sofrer,pois quando ás vezes temos um pequeno problema parece que nos cai o mundo em cima e a Valquíria com todo este "historial"não desiste e continua a correr , mesmo contra a vontade dos médicos , se isto não é uma autentica campeã , o que será?Resta-me dizer que terminei com ela a prova em 1h46 :40 um magnifico tempo para quem tem tudo isto e no domingo já terminou outra prova de 12 km em Famalicão  em 56 minutos !Vamos todos espalhar este exemplo de "desistir nunca"e dar um grande alento e muito animo á VALQUÍRIA se Deus quiser ela vai continuar entre nós para nos continuar  a motivar contra as adversidades que nos vão aparecendo.
Quanto a mim deixo publicamente o meu obrigado á Valquíria por me ter permitido publicar este testemunho de superação .

terça-feira, 8 de outubro de 2013

25ª Meia Maratona de ovar ,entre o mar a terra e a "emoção"

Realizou-se este domingo a 25ª meia maratona de ovar , prova adorada pela maioria dos corredores de estrada e amantes das longas distancias.
Mais uma vez participei , esta que foi a minha 7º participação nesta magnifica prova organizada pelos AFIS OVAR 
Chegamos a Ovar cedo como convém , foram desta feita 5 os atletas que representaram o nosso grupo , todos com objectivos bem definidos pois apesar de ninguém ganhar nada ao estabelecer um objectivo a motivação aumenta tornando-se importante nos momentos de algum sofrimento.
Comecei como sempre muito devagar para respeitar as indicações medicas (ás vezes até me esqueço tal é a emoção)aos 5 km passo com 27 minutos ainda na companhia do meu amigo e colega de treino Paulo Abreu , tínhamos combinado fazer a prova cada um por si e assim foi a partir do km 6 altura em que eu encontrei aquela que seria a minha companhia de corrida até ao fim , dois atletas dos Braguinhas com que iniciei conversa e descobri quem eram (são as coisas do mundo virtual)
Á passagem dos 10 km com 51 minutos disse á Valquíria silva e ao José Pereira que para mim já ia rápido mas com o incentivo deles lá continuei colado ao grupo.
Durante o percurso Foi quase uma constante (para não variar) sempre a falar e também a ouvir as historias destes amigos das corridas , com particular relevância para a valquíria que tem uma historia de vida "arrepiante"levando-me a emocionar em alguns momentos da corrida ...meus Deus como é possivel com tantos problemas de saúde ter aquela força de vontade e coragem..?Só visto..
Quando cheguei aos 15 km senti-me muito bem , o espírito de entre ajuda era tanto que nem acreditava que ia fazer um tempo tão abaixo do que previa.Por vezes lembrava-me do meu coração mas ele nada dizia , cansaço nada ...respirava bem ,pernas não se fala por isso ...toca a andar.
Á passagem pelos 19 km a Valquíria diz que se puder vai aumentar no ultimo km , e assim o fez mas eu fiquei até que aos 20.5 aparece a Natércia que não correu por estar em convalescença(já iniciou ontem a fase de recuperação)e decide correr comigo os últimos 500 metros , foi o animo que faltava para colar novamente nos meus companheiros Valquíria e José Pereira e terminar juntos esta magnifica prova , memorável para mim. 
No final com Jose Pereira, Valquiria Silva,Jose Teixeira e Paulo Abreu
os nossos atletas
Foi muita boa a prestação de todos no total foram 20 os amarantinos presentes com relevo para Nuno Costa que foi 2º classificado
Quanto aos atletas do nosso grupo para alem de mim que terminei com 1:46:40 , Paulo Abreu ,1:51:04 ,José Teixeira 1:43:52 ,Manuel Pinheiro 1:35:03 - Luís Filipe Paiva 1:19:22
E assim terminei a minha 41ª meia maratona , esta que é sem duvida uma das minhas preferidas.Terminaram a prova 1733 atletas , parabéns a todos.     RESULTADOS DA PROVA AQUI


quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Afinal o que é melhor para os pés dos corredores....


Estamos num tempo em que se cria competição em tudo , a ganancia ou a necessidade apenas de ser melhor para chegar primeiro em tudo , por vezes ultrapassa conceitos e valores que em nada contribuem para o esclarecimento de uma sociedade que se quer cada vez mais solidaria , sem esse espírito de competição doentia . 

Bem isto a propósito da importância que temos que ter para os nossos pés enquanto praticantes de corrida.Este é um tema em que estou particularmente á vontade pois nos últimos anos tive alguns problemas com os pés e por isso tive necessidade de recorrer a vários profissionais de saúde no sentido de  melhorar o conforto durante a corrida e reduzir ao mínimo a dor constante .
Ora na hora de comprar as sapatilhas de corrida todo o cuidado é pouco e muitas das vezes não se compra o que mais se gosta mas o que melhor se adapta ao nosso pé .Na recente meia maratona de Guimarães  no final , e incluído no kit de participação onde constava para alem da medalha uma "serie"de panfletos de provas de atletismo e de publicidade , um  houve que me chamou a atenção talvez pelo titulo sugestivo "o que é natural é running?
Depois de ler e reler fiquei ainda mais confuso....afinal o que é melhor para os pés dos corredores?Sim porque ao longo dos anos , não só quando compro calçado desportivo como nos diversos artigos relacionados com esta actividade desportiva somos levados para um certo conceito e ao ler este desdobrável fico com opinião completamente diferente , se não vejamos algumas das questões que  a Salmingrunning classifica como "MITOS"
Quanto mais amortecimento menos probabilidade tem de se lesionar -Falso diz a Salmingrunnin
Mudar os sapatos de corrida porque a sola perde o seu efeito de amortecimento -Falso diz Salmingrunnin
Deverá comprar calçado de acordo com o seu tipo de pé-Falso diz a Salmingrunnin
Se for um corredor pesado deverá comprar calçado de corrida com sola mais espessa-Falso diz Salmingrunnin
Estas são apenas algumas das questões que para a maioria dos corredores seriam coisas verdadeiras e que para esta empresa são apenas mitos.Verdade ou não em que ficamos?Certo é que como tenho joanete e um neuroma tenho mesmo que me defender para evitar as dores , no entanto não deixa de ser curioso como este tema é tratado e que convido os meus amigos leitores a ler para ter uma opinião se de facto é mito eu apenas querer vender o seu "produto".Espero como sempre ter sido útil á blogosfera ...e tenham boas corridas com ou sem Mitos.