quarta-feira, 17 de setembro de 2014

O EXEMPLO DE COMO ORGANIZAR UMA MEIA MARATONA


Numa altura em que são muitas as provas que  pela primeira vez se vão organizar  , nomeadamente meias maratonas , não quero deixar de dar o meu pequeno contributo para que as mesmas passem da primeira edição e não aconteça como em muitos casos em que os erros acumulados foram tantos que deixaram de se realizar.

Depois de ler o texto do meu amigo João lima sobre a meia de S. João das Lampas  considero    que está "lá "tudo o que os atletas precisam e gostam para voltarem sempre ao lugar onde foram felizes o mesmo é dizer  a correr onde existe respeito mutuo por todos os agentes envolvidos nestes eventos , organizações e corredores.
Com a devida vénia fica aqui o texto de João lima :

"Nascida em 1977, é a 2ª Meia-Maratona mais antiga em actividade, apenas batida pela "Mãe" Nazaré. Disputou-se ontem a 38ª edição e, além da venerável idade, o destaque vai para como esta Meia constantemente melhora ainda mais de ano para ano, sempre com a preocupação de ir ao encontro do que os atletas gostam e procuram.

E não é por acaso que o seu organizador de sempre é um conceituado atleta de pelotão, Fernando Andrade, que ao andar no meio do pelotão de tantas e tantas provas, transpõe para esta o melhor que vê, fazendo o necessário equilíbrio entre o possível e o orçamento batalhado ano após ano.
E qual o resultado final a nível de organização do que se passou ontem? Uma verdadeira excelência e exemplo para todos!
Vejamos os aspectos mais positivos:
- Um percurso aliciante e selectivo, todo muito bem marcado, não apenas com as placas quilómetro a quilómetro mas também as indicações pertinentes a cada momento (tais como aproximação de abastecimento, controlo, lado da estrada a percorrer)
- Um ambiente especial de quem sabe receber e quer que se leve a melhor recordação, e com público a aplaudir em diversos locais
- No quilómetro inicial dentro de São João das Lampas, o sino da igreja esteve sempre a badalar e na passagem em frente à igreja o padre presente a desejar boa sorte a todos os atletas
- O trânsito bem cortado e todas as informações necessárias para os automobilistas a serem devidamente explicitadas no site com as horas de corte e os desvios possíveis
- Um site bem elaborado, agradável de ser visto e com todas as informações possíveis
- Abastecimentos de 5 em 5 km, inclusive no 20º, o que também sabe bem, em especial para um dia que acabou por ser abafado, e que muitas Meias descuram por ser apenas a 1 km da chegada
- Muitos chuveiros espalhado pelo caminho. E que bem souberam!
- Dorsais personalizados, muito bonitos e com toda a informação, inclusive com o chip destacável
- A 100 metros da chegada, ofereceram rosas às atletas que assim cortavam a meta de rosa na mão
- Um característico pórtico, e tapete antes, que nos fazem sentir especiais ao cortar aquela meta
- O tempo limite foi de 2 horas e 30 mas estenderam mais 11 minutos para todos os atletas poderem cortar a meta após o seu esforço
- O saco muito bem guarnecido
- Uma medalha muito original e bonita
- Classificação bem detalhada com todas as passagens
- Cerimónia do pódio bem organizada
E de certeza que estará a passar-me algumas coisas mas a lista já vai longa

Passemos então aos aspectos negativos:
Ora estou a pensar... a pensar... não encontro nenhum... será que não há?
Ah! Há sim! Há um aspecto negativo: 
- Ter que esperar um ano pela próxima edição!
MAIS PALAVRAS PARA QUÊ ?BOAS CORRIDAS.

3 comentários:

  1. Joaquim, é tal e qual como o amigo João diz.
    A Meia das Lampas é muito bem organizada e é uma grande festa.
    Beijinhos e bons treinos!

    ResponderEliminar
  2. Deve ter sido fantástica, para o ano quero ver se lá vou

    ResponderEliminar

Um "Mar de atletas" Invadiu o Porto de Leixões

...quase a terminar um Verdadeiro Mar de atletas invadiu ontem  o Porto de Leixões na 4ª  CORRIDA PORTO DE LEIXÕES   prova organizada...