quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Convida-me para correr...não para treinar...

com alguns dos meus companheiros de corrida
Já por uma vez me dediquei a este tema aqui no blog com o Titulo "vais correr ou vais treinar".Pois bem hoje e depois dos inúmeros convites que as redes sociais agora permitem que se façam de uma forma quase que diria em doses industriais , lembrei-me e acho que a prepositivo de voltar ao tema.
É notório o crescimento desta pratica desportiva  , muitos dizem que é moda , mas eu cá por mim não vou nessa pois não estou a ver ninguém a correr só porque é moda ou fica bem , correr exige sacrifício e dedicação por isso muito mais tem que haver para alem de "ser moda".
Cada um corre ao seu jeito , corre por saúde , corre pelo convívio , corre por mil e um argumentos  que só cada um pode responder.
Correr em grupo tem as suas vantagens , mas para correr em grupo é preciso que todos os elementos do grupo comunguem do mesmo espírito e camaradagem .
Muitos são os grupos que vejo a correr que mais parece que vão em competição uns com os outros , fazendo de cada treino uma competição própria , ora só por si neste tipo de grupos esgota-se no espírito do que deve ser correr em equipa .
Devemos ser na corrida o que somos no nosso dia a dia (ou todos deviam ser) honestos com todas as atitudes na relação que se deve ter para com o nosso próximo , se temos objectivos diferentes devemos ter a coragem de os transmitir .
Por isso meus caros convidem-me para correr , não me convidem para treinar ...eu não treino corro!
Mas onde está a diferença ?
Perguntarão alguns dos meus caros leitores , pois bem a diferença está no espírito com que eu encaro a corrida a este nível , que deve ser assim sem grandes comprometimentos  levada num espírito de saudável relação e convívio , o resto , a competição fica para os que de facto "treinam"esses sim com outros objectivos.
A correr ou a treinar sejam felizes , e boas corridas.



quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Façam sempre por amarem a vida que vivem!

João Marinho
Meus caros amigos corredores , amantes da corrida e da natureza , por estes dias parece que algo de nós se perdeu devido ao desaparecimento nas montanhas  das Astúrias do João Marinho atleta amarantino , cidadão do mundo .
Todos vós devem ter conhecimento desta triste noticia , a comunicação social tem dado o devido destaque , a comunidade local em especial aqueles que estão mais de perto com este desporto estão de certa forma ansiosos e á espera que amanhã com a chegada de uma equipa especializada ao local possam juntamente com a policia espanhola  encontrar o "nosso"João.
Não tenho particularmente uma amizade com o João  falei com ele algumas vezes e apenas tive oportunidade de correr com ele uma única vez , mas é daquelas pessoas que merecem viver tal é a forma alegre e contagiante como se relaciona com os outros.
O João Marinho ama a natureza e a corrida resolveu mais uma vez ir ao encontro das montanhas desta vez na vizinha Espanha na zona das Astúrias ele que já correu nos vários cantos do mundo tanto a correr a pé(Trail)como em provas de BTT.

Resolvi por este post para manifestar a minha tristeza mas ao mesmo tempo continuo a acreditar e a ter fé que o recente curso que frequentou de sobrevivência lhe vai ser muito útil
...assim seja.
Termino com uma frase que o João tem no seu blog e que de alguma forma traduz a grandeza da sua alma "Façam sempre por amarem a vida que vivem".
Até já João!

sábado, 8 de novembro de 2014

42 KM de paixão dor e emoção...eis a maratona

As nossas medalhas para a posteridade
Apenas hoje é possível falar sobre a nossa participação na maratona do porto .Decidi para ser o mais sintético possível resumir a participação na maratona em três palavras fortes , que muito dizem do que lá se passou :Paixão , Dor e Emoção.

Esta que para mim era a 3ª maratona e para a Natércia a 2ª tinha sido preparada quase em cima do joelho e com algumas situações de lesões que logo me levaram a estabelecer um objectivo de apenas só terminar e mai nada.
A PAIXÃO  que temos pela corrida ia fazer o resto pois quando se está a fazer parte de um acontecimento a este nível é difícil não estarmos constantemente envolvidos com tudo o que nos rodeia mesmo que a Dor nos queira perturbar .
Uma autentica loucura esta maratona que bateu todos os recordes de participação , logo começou aí a minha alegria de participar , foi um ambiente anormal ver tanta gente a correr a maratona algo impensável á 5 anos quando corri a primeira.
Chegados ao palácio cristal  muito cedo pois nestas coisas sou muito rigoroso , logo comecei a ver muitos e muitos amigos que também eles estavam ali para a festa...o tempo passou muito ´rápido , sempre assim é quando a conversa está boa e se fala do que se gosta , por um lado foi bom pois ajudou a afastar aquele nervoso miudinho que inconscientemente toma conta de nós.
Coloquei-me no sector das 4 horas tal como a  Natércia , os meus objectivos passavam por ali.Encontrei lá os amigos amarantinos  e outros que também eles tal como eu também já estão noutros patamares e agora andam mais devagar.

Começou a emoção e a avenida Júlio Dinis transformou-se num mar de gente , lindo de se ver um arrepio incomparável e indescritível.
Segui na companhia dos meus conterrâneos Fernando e cândido  também eles já conhecedores destas andanças , permanecemos juntos até ao km11 altura em que o Cândido decide aumentar o ritmo fiquei com o Fernando que pouco depois decide abrandar , continuei sem sentir nada de especial e consciente que aquele ritmo iria terminar bem.Aos 15km pela primeira vez vou ao abastecimento um pouco de agua e continuei a tentar manter o ritmo procurando atletas que também eles tivessem os meus objectivos de terminar bem e se possível na casa das 4h.
A Natércia e o Simão
 a poucos metros de cortar a meta
Á meia maratona passei com 1H50  e continuava tudo dentro do normal , passada a ponte Dº Luís começo a ver os primeiros  atletas  conhecidos a vir já da Afurada , ao km 25 pela primeira vez desde que corro recorri ao abastecimento solido , senti que a maquina estava  a precisar de alimento , uvas passas e que bem que me souberam e fizeram.
A partir dali o meu pensamento estava virado para a Natércia , preocupei-me em a ver no retorno para ver como ela ía e eis que ao km 29 para mim e 25 para ela ,  ela aparece com um sorriso de orelha a orelha para me dar um sinal que tudo estava bem...não resisti atravessei fui ao seu encontro e dei-lhe um grande beijo ...foi um momento de grande EMOÇAO que como devem calcular deu azo a muitos comentários e que transcrevo um de um atleta que se aproximou de mim e disse:Lindo, grande momento!
É óbvio que me sinto muito feliz por partilhar estas emoções com quem diariamente faz parte da minha vida e participa activamente na minha felicidade.
Continuo quase em piloto automático e eis que por volta do km 34 sinto uma forte dor no pé .....tentei esquecer mas não deu , ao km 35 encontro o amigo Fernando Andrade do blog cidadão de corrida que tento levar comigo mas também ele estava a passar por um momento menos bom.
Parei mesmo tirei a sapatilha para aliviar a DOR mas logo vi que só tinha uma solução que era andar a passo alternando com corrida  para aliviar a dor provocada por um neuroma que tenho no pé.....estava zangado de tanto bater no chão...e resolveu aparecer .
Assim fiz foram 7 kms penosos onde perdi muito tempo , sofri a dor constantemente mas resisti a não desistir...terminei a minha Odisseia com 3:56:40 mesmo assim dentro do previsto.
Era agora tempo de ir ver a Natércia, por esta altura um autentico diluvio cai sobre a cidade do porto , foi pena pois não deu para confraternizar com os colegas que já tinham chegado e outros que estavam para chegar, o cenário foi arrasador era tudo a fugir tal era a intensidade da chuva ,
Caminhei até ao km 42 e esperei aí por a Natércia que passado pouco tempo aparece com o Simão que a tinha ido esperar ao km 41...foi uma emoção muito grande mais uma vez cortar a meta com o nosso filho ...chegou feliz também ela dentro do que estava á espera tirando mais de 8 minutos ao seu anterior tempo ,terminou com 4:34:35 .
Uma palavra final para a organização que como sempre esteve ao nível muito elevado , recebendo milhares de pessoas de 51 países e 5 continentes.
Muitos parabéns a todos os que participaram nesta grande festa recorde em Portugal.

29ª Meia Maratona cidade de ovar

km 20 !!!e vão 12 consecutivas em Ovar!! Participei ontem em mais uma   Mítica   Meia Maratona Cidade Ovar  que já vai na sua 29ª ediç...