sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

A PERDA QUE NEM A CORRIDA APAGA...

Recuperar o  sorriso com  ajuda "também"da corrida 
Costumo dizer que a corrida tudo resolve (ou quase tudo)de facto não é verdade e assim é por estes dias sombrios que nem apetece correr ainda que sabendo que não resolvendo ajuda a atenuar a dor.
A Natércia perdeu a sua mãe e como é óbvio foi um Natal assombrado em que a dor e o sentimento de  de tristeza se apoderaram desta casa.
Para quem como eu já passou por esta experiencia sabe o quanto é doloroso enfrentar estes momentos em que perdemos os nossos , em especial quando se trata dos nossos pais.
Não é fácil enfrentar o lugar vazio , a ausência de quem ocupava um lugar especial na vida de qualquer pessoa como é o caso da nossa mãe.
Estou a tentar aos poucos voltar á realidade e hoje já consegui com que ela fosse correr para libertar a pressão de tantos dias de angustia .
Apesar de não resolver , ajuda e isso notou-se no final de uma corrida curta (8km) mas de muita utilidade.
Serão estou certo  dias assim os próximos que espero regressem dentro do possivel á normalidade.
Para já a alegria das provas e das corridas estará ausente durante algum tempo , tudo farei para a ajudar a ultrapassar esta fase .

Para todos desejo um ano cheio de paz e muita saúde 
 e muitas corridas.



8 comentários:

  1. As minhas profundas condolências e toda a minha solidariedade.

    ResponderEliminar
  2. Sentidas condolências.
    Beijinho grande para a Natércia

    ResponderEliminar
  3. Força, não a esquecendo o tempo ajuda a atenuar a dor da perda.

    ResponderEliminar
  4. Um beijinho para a Natércia, amigo Joaquim Costa. Grande abraço.

    ResponderEliminar