segunda-feira, 20 de abril de 2015

O CHIP NAS CORRIDAS

Este é um exemplo dos dados que devem ser divulgados aos atletas
(exemplo da 10ªcorrida BENFICA)
Já por uma vez escrevi aqui neste espaço sobre a importância dos chips nas competições desportivas nomeadamente na corrida , não que isso seja determinante para eu ganhar alguma coisa , nada disso nunca ganhei nada e também já não tenciono ganhar apenas gosto como em tudo da verdade desportiva mesmo que nada esteja  em jogo.
Recentemente outras modalidades como o futebol (por enquanto só na Inglaterra) introduziram tecnologias para não existirem duvidas por exemplo quando a bola entra ou não.
Como se sabe são cada vez mais os praticantes de corrida as provas têm um crescimento colossal de ano para ano o que obriga as organizações a estarem preparadas com meios de controle que possam controlar os participantes (mesmo que alguns insistam na trafulhice)
O que me espanta é algumas organizações terem o sistema e depois na pratica não disponibilizarem aos participantes os dados sobre a sua corrida , aconteceu recentemente nas minhas duas ultimas corridas.

O corredor seja qual for o seu nível gosta de saber com precisão a sua classificação , os tempos de passagem pois são como se sabe alguns dos factores de motivação para continuar a praticar esta saudável modalidade.

Por isso gostaria que as empresas ligadas a este sector continuassem a inovar  , por exemplo para evitar grandes confusões nas grandes provas os atletas partirem em grupos separados por um período de tempo (determinado previamente) pois no final com o controle chip todos irão saber o seu tempo.
Fica a sugestão.


5 comentários:

  1. A ideia é boa o pior é a pratica! Separar os atletas em várias partidas aumenta o tempo em que a prova estará a decorrer logo o tempo em que o trânsito vai estar cortado e isso implica directamente com os custos com as forças policiais que são a maior fatia no orçamento de uma prova de estrada.
    Alem disso a autorização para um maior tempo de interrupção do trânsito nem sempre é fácil de se obter junto das autoridades e há casos, e provas, específicas, em Portugal em que tal é de todo impossível embora essa talvez fosse a melhor solução para uma partida mais eficiente e a contento dos atletas.
    Mas tudo isto é desconhecido da maioria dos atletas e, por vezes, apontam-se soluções que sendo as ideias, são do vista técnico impraticáveis devido a realidade; diria a triste realidade, Portuguesa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é amigo Jorge mas o tempo de espera
      não seria assim tanto , por exemplo numa prova com 5 mil atletas partir 1000 atletas de cada vez separados por um minuto já dava outra dignidade ás partidas..abraço

      Eliminar
    2. Sim desse ponto de vista até parece viável mas se pensarmos em provas como as das Pontes 25 de Abril e Vasco da Gama...Depois ainda há todo o problema técnico de separar os atletas que pode parecer fácil mas não até por uma grande falta de civismos por parte de muitos atletas na hora da partida e aqui lá entra o problema da educação dos Portugueses em relação a outros povos da Europa, ou melhor da falta dela... Em Portugal ainda se têm de tomar medidas muito "musculadas" para conter e enquadrar o atletas nas partidas da grandes provas....
      Mas não tenho duvida que essa solução, ou semelhante, acabara por ser implementada assim que possível até porque não se esta a inventar nada pois é algo que se faz lá fora.
      Agora também tenho a certeza que há organizações em Portugal que não implementam essa solução por ser mesmo impraticável do ponto de vista técnico, e falo com conhecimento de causa, mas se calhar haverá outras organizações que poderiam evoluir para essa solução e não o fazem talvez por um certo comodismo mas também temos que ver que, conforme já referi, não é nada simples executar isso.
      De toda a forma a mentalidade dos atletas, e mesmo a abertura da autoridades para a realização de provas, tem evoluído muito e para melhor e penso que num futuro próximo será possível fazer partidas assim.
      Um abraço e as minhas desculpas por ocupar tanto este espaço mas o assunto é fascinante...

      Eliminar
    3. Meu Caro amigo desculpas de quê? é orgulho ter tão ilustre leitor neste humilde espaço.Espero poder continuar a contar com a sua larga experiencia nos temos que vou aqui escrevendo pois apesar de não ser um jovem ainda estou longe de atingir o conhecimento sobre a corrida.Já agora nem de prepositivo acabei de ler o longo e não menos fantástico texto do nosso amigo João Lima sobre a maratona de Paris e tal como eu sugeria a também lá se fazem os tais intervalos nas partidas ...nem de prepositivo.Grande abraço.

      Eliminar

Um "Mar de atletas" Invadiu o Porto de Leixões

...quase a terminar um Verdadeiro Mar de atletas invadiu ontem  o Porto de Leixões na 4ª  CORRIDA PORTO DE LEIXÕES   prova organizada...