segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Sem "ela"nada é igual...


Quando estamos habituados ás rotinas do dia a dia e de um momento para o outro as perdemos tudo se transforma , tudo se altera , mais parece que certas coisas deixam de ter  sentido...no fundo tudo está interligado para o que todos lutam que é sentir-se bem.

Tudo isto a propósito ( já estão a pensar..) da falta que a corrida me faz para que no final de cada dia tenha atingido os meus curtos mas exigentes objectivos , ou seja apenas e só sentir-me física e mentalmente bem.

Somos dois "pernetas" cá em casa pois tanto eu como a Natércia estamos parados ( o caso dela é pior..)no entanto a coragem e a determinação com que normalmente enfrentamos as contrariedades dão esperança que o amanhã será melhor .
Já são muitos os dias sem correr  a ânsia de o fazer levou-me por estes a dias a tentar ...resultado depois de 30 minutos "meia volta volver "e regressar a casa pois a maquina não aguentou.
É difícil curar uma pubalgia pela complexidade que a mesma assume em termos de tratamento , descanso , muito descanso é a melhor cura , só que a paciência começa a perder-se e a ânsia de regressar por vezes deita tudo a perder .
De uma coisa tenho a certeza , com todos estes dias ( ..e já muitos ...parecem anos) sem correr tudo é diferente , é caso para dizer "Sem ela nada é igual" ..,a corrida claro está !

A todos os amigos da blogosfera muitas e boas corridas !

4 comentários:

  1. As vossas melhoras! E no entretanto, é ter paciência, resistência, persistência, sabedoria e inteligência para chegar a bom porto. Como numa Corrida longa por exemplo :) Claro que sabem isso tudo...e postas de pescada há muitas, pois, eu sei... Beijinhos e amanhã quero ver se corro...ficava muito bonito dizer "por vocês" :) mas não, será mesmo por mim, que se fisicamente estou quase a 80% no que a saúde diz respeito, já a cabeça anda a avariar ;) e por isso mesmo ...CORRER É PRECISO, como sabes ;) Beijinhos e as melhoras para os 2!

    ResponderEliminar
  2. As melhoras rápidas para os dois. Abraço

    ResponderEliminar
  3. Força!

    Sei bem o que dói estar parado. Ia dando em doido quando parti o pé no final de 2008 e estive 6 meses parado!!!

    Rápida recuperação para os dois!

    Um abraço

    ResponderEliminar

Enquanto há vida , há esperança e" HÁ FEST!"

Enquanto há vida há "Fest!!! Diz o povo na sua linguagem popular que "Enquanto há vida , há esperança, foi e será sempre segu...