sábado, 3 de novembro de 2012

A parede do km 33...

a primeira parte da maratona de 28-10-2012
Todos os que são corredores de longas distancias sabem que á alturas que a parte física quebra e a partir desse momento temos que recorrer á nossa mente.Todos os maratonistas falam da parede que é o km 30 , é caso para perguntar porque será ?Quando corri a minha 1ª maratona quando vi a placa com o km 30 lá pensei eu : cá está o tal de quem se fala.
De facto como ia com
a segunda parte , como se pode ver o ritmo foi muito diferente
Tempo real de corrida 4:26:29-tempo chip 4:42:21
 (cerca de 15 minutos a receber assistência)
um objectivo de tempo passei um pouco mal por essa altura  até ao km 35.São muitas e variadas razões para que tal aconteça , já comentei o tema com muitos maratonistas e ninguém ao certo tem uma razão muito concreta para que tal aconteça.
Nesta ultima maratona a mim nada me aconteceu pois estava a correr um pouco abaixo do que posso , mas á Natércia aconteceu que a quebra não foi ao 30 mas ao 33 e com consequências que podiam ser piores.
Passados quase oito dias ainda não encontrei explicação para o sucedido , são várias hipóteses mas de concreto .....nada.O importante é que não não fiquem marcas que nos impeçam de continuar , sim porque estou certo que se naquela altura tivesse mesmo que desistir do ponto de vista pesicologico seria muito mau , mas tal não aconteceu e no final apesar de terminar muito depois do que previa e depois de respirar bem fundo ela disse :venha a próxima !É desta raça que se fazem os campeões.

2 comentários:

  1. Muito boa a tua descrição, amigo !

    ResponderEliminar
  2. Nem mais! Que venha a próxima!

    E fico muito contente por esse episódio com a Natércia não ter causado nem deixado quaisquer consequências - a nível físico.

    Então: que venha a próxima!

    ResponderEliminar