sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

A Forma mais sublime de festejar 10 anos de corrida

Com Albisio Fernandes "um brinde"com um grande senhor

Só hoje resolvi escrever algo sobre um conjunto de sensações e emoções que tive no ultimo fim de semana.
A Realização da meia maratona de Amarante este domingo 25 de Janeiro coincidiu com o assinalar de 10 anos de corrida da minha parte , 10 anos que mudaram  e muito a minha vida.
Não gosto de assinalar muito as datas mas esta coincidência feliz fez com que a recebe-se como uma dádiva de Deus .
Passo de uma forma simples como sempre a relatar estes dois dias de emoções fortes:
A decisão de participar nesta prova foi fácil , difícil foi o momento físico não era o melhor a juntar á gripe que por aqui anda já lá vão 3 semanas , correr sem a Natércia era também uma sensação estranha e algo que não acontece nos últimos 4 anos , mas não podia deixar de participar nesta edição.
A cortar a meta na minha cidade
Quando no sábado me desloquei ao secretariado para levantar os dorsais logo vi que a prova seria de muitas sensações dado o numero de atletas  conhecidos do pelotão que por ali vi , desde logo alguns que conhecia apenas da blogosfera e outros das redes sócias , esta nova maquina do tempo que nos aproxima de quem queremos (e ás vezes de que não queremos..mas isso é outra historia)
O  outro lado da corrida
Um deles foi um senhor que á muito tempo acompanho no seu blog O inconformista de seu nome Albisio Fernandes de Magalhães  , Assim como a Maria Moreira de  Lousada  que já conhecia de outras provas , com eles vinha outro atleta Fernando Figueiredo De Vila Franca , fiz questão de servir de cicerone os levar a conhecer  a zona histórica e dar algumas informações que achei útil para a ocasião.
Terminei a tarde muito bem acompanhado e com a certeza que tinha conquistado mais uns amigos que tal como eu partilham este gosto pelas corridas.

Á noite sabia que o Albisio ficaria por cá por isso lhe liguei para com a  Natércia tomar com ele um café e mostrar mais um pouco da nossa pequenas mas acolhedora cidade , assim foi por entre dois dedos de conversa facilmente fiquei a saber estar na presença de um ser humano de eleição que convidei para ir a minha casa onde continuou o desfolhar de historias de uma vida rica (e não de uma rica vida)terminando já o calendário marcava o dia 25...
 Na amanhã do dia 25 quando cheguei ao local da partida o cenário era como sempre acontece nestes eventos de grande alegria e boa disposição pois a maioria estava ansiosa para saber o que seria esta 1ª edição da  meia maratona de amarante.
Sabia que o percurso não era fácil , mas nada disse aos que me perguntavam , não é fácil aqui ter percursos planos ...e eis que a prova começa ,  uma imagem fantástica percorre as principais ruas de amarante até ao km 5 altura em segue para a zona de Fridão sempre ao longo do Tâmega e com uma bonita paisagem.
Pessoalmente sabia que tinha que gerir o esforço para terminar bem , não treino apenas vou correndo e isso não permite correr para tempos .Pessoalmente gostei da prova embora ache que terá que ter alguns ajustes (sobre isso falarei num futuro post) terminei com um tempo muito bom e que eu próprio não acreditava no inicio (1;44:14)
Terminada a prova foi muito agradável ver tanta gente conhecida por ali com quem convivi enquanto foi possivel , o destino trouxe de novo até mim o Albisio a Maria e o Fernando , combinamos que almoçaríamos juntos .
Marquei o almoço para os meus "convidados"mais a Natércia e o Simão foi um momento muito agradável  o tempo passou a correr mas onde pude ter uma certeza que estes 10 anos de corrida me proporcionaram os meus melhores momentos da vida.Obrigado a todos os que nos visitaram e para o ano cá os espero.

sábado, 10 de janeiro de 2015

Uma cura para o corpo ...e para a mente

São por demais conhecidos os benefícios da corrida e da actividade física em geral para o bom
Funcionamento do nosso corpo e da nossa mente.
Mas se isto parece ser uma teoria em que estamos mais ou menos todos de acordo o pior é quando se passa á parte prática ou seja tomamos como exemplo o meu de hoje:
Quando regressei a casa na noite anterior por volta da meia noite os termómetros marcavam quatro graus negativos estava um frio de bater o dente e comigo trazia uma constipação que sabia por experiencia própria que não seria fácil passar a noite ...e assim foi.
Depois de horas acordado com dificuldade em respirar e todos os sintomas que todos sabemos destas situações lá consegui dormir a prestações sempre com ansiedade de ver a luz do dia para tratar de curar a dita...
Quando acordo vi que não tinha febre , mais dois comprimidos e toca a tratar de correr para libertar todas as "impurezas"acumuladas ao longo da noite , tive a companhia da Natércia que está em fase de recuperação psicológica e por isso também a precisar de corrida...
O percurso foi escolhido tendo em conta a situação , ou seja tendo a natureza como companhia essa obra prima que cura todos os males.
Com a chegada do sol as coisas compuseram-se e o que vos posso dizer é que o corpo ficou quase curado e mente com carga suficiente para continuar a luta ...
Claro que para isto é preciso ter a paixão pela corrida saber os seus benefícios e não deixar que o falso conforto do sofá nos deixe levar para o relaxamento que nada cura .
Por isso meus caros para o corpo e para a mente corram sempre que puderem que os benefícios vêm logo a seguir.
Ficam aqui algumas imagens deste treino ilustram em parte o que se passou.
Boas Corridas










segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

2300 KMS DE EMOÇÕES


Não sou  dado a balanços (excepto os que por motivos profissionais tenho que fazer) a vida para mim é sempre o próximo dia e mai nada , mas agora que estamos a começar o novo ano de repente olhei para o meu Relógio Garmin  e reparo que no ano de 2014 corri qualquer coisa como 2300 kms s ( talvez mais pois tive dias que não levei o GPS ).

De facto não fossem estas novas tecnologias e perderia-mos a noção dos kms que durante o ano corremos.
Curiosamente foi dos anos que em menos provas participei , 2 provas de 10km (corrida dos Reis  e do Carnaval ) três meias maratonas (Viana do Castelo , cortegaça e Ovar )uma maratona ( Maratona do Porto ) e uma prova de trail (Trail de 27km  Amarante Cristmans Trail )ou seja no total 7 provas em 2014.
Foram 2300 kms de emoções pois a  corrida que para mim funciona como um complemento ao meu dia , tal como o ar que respiro ou a alimentação tão necessária para a nossa sobrevivência , faz sempre parte das minhas prioridades e são muitas as vezes que abdico de coisas que para muitos são essenciais para ir dar uma corrida ao final do dia mesmo que o frio seja de bater o dente como tem acontecido nas ultimas semanas , mas tal como os gelados quem gosta gosta sempre o que é preciso é ter saúde para calçar as sapatilhas que a vontade logo aparece.
Neste ano que agora estamos a iniciar mantenho este grande desejo de ter saúde física e mental para continuar a correr de preferência na companhia da minha companheira de corrida e de vida que nesta fase bem precisa .
Para todos os amigos da corrida que tal como eu correm unicamente por prazer desejo um ano de 2015 cheio de Paz muita Saúde e se possivel muitas corridas , que concretizem os seus sonhos na corrida e na vida Pessoal.
Quanto a mim continuo a alimentar a ideia de correr uma maratona alem fronteiras , espero que seja este ano ..vamos ver.
Para todos um grande abraço e boas corridas.

 

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

A PERDA QUE NEM A CORRIDA APAGA...

Recuperar o  sorriso com  ajuda "também"da corrida 
Costumo dizer que a corrida tudo resolve (ou quase tudo)de facto não é verdade e assim é por estes dias sombrios que nem apetece correr ainda que sabendo que não resolvendo ajuda a atenuar a dor.
A Natércia perdeu a sua mãe e como é óbvio foi um Natal assombrado em que a dor e o sentimento de  de tristeza se apoderaram desta casa.
Para quem como eu já passou por esta experiencia sabe o quanto é doloroso enfrentar estes momentos em que perdemos os nossos , em especial quando se trata dos nossos pais.
Não é fácil enfrentar o lugar vazio , a ausência de quem ocupava um lugar especial na vida de qualquer pessoa como é o caso da nossa mãe.
Estou a tentar aos poucos voltar á realidade e hoje já consegui com que ela fosse correr para libertar a pressão de tantos dias de angustia .
Apesar de não resolver , ajuda e isso notou-se no final de uma corrida curta (8km) mas de muita utilidade.
Serão estou certo  dias assim os próximos que espero regressem dentro do possivel á normalidade.
Para já a alegria das provas e das corridas estará ausente durante algum tempo , tudo farei para a ajudar a ultrapassar esta fase .

Para todos desejo um ano cheio de paz e muita saúde 
 e muitas corridas.



Pausa na Corrida

Pouco mais de 48 horas após a Meia Maratona de ovar tive um problema de saúde  por esse motivo  irei "Fazer uma Pausa na corrida&qu...