terça-feira, 8 de novembro de 2016

Maratona do Porto , um turbilhão de emoções.

O Simão e a Natércia , os meus "troféus".
Tal como prometi no post anterior cá estou para contar de forma simples e sintética para não cansar quem habitualmente lê este espaço.
A Maratona do Porto  este ano foi para mim um turbilhão de emoções  tantas foram as que pela minha cabeça passaram durante as mais de quatro horas que demorei a percorrer os 42 195 metros.
Feliz coincidência ..foi a aqui á passagem dos 25km
que começou o "empeno" eu confirmava não o tempo mas os km.."
Decidi apenas a 4 de Outubro participar , o tempo sabia que era pouco para treinar com  agravante que durante a semana por motivos profissionais não me ser possivel treinar , por isso aproveitei ao domingo o único dia de momento disponível .Quatro treinos de 20, 21, 26, 17 foram as distancias possíveis em quatro semanas.Mas pronto a cabeça decidiu e lá fui com a Natércia que participou na Family Race , prova de 15km .
Confesso que apesar de já ter experiencia eu próprio estava desconfiado se o "corpo"ia aguentar o empeno..
Comecei naquele que era o meu espaço  , letra C com o objectivo de correr para 4 horas mais coisa menos coisa..Encontro o João lima com o simpático casal Isa e Vitor que se preparavam para correr juntos a sua sétima maratona!!!Lindo!!
Os primeiros kms foram dentro do previsto até que por volta dos 10 km me junto "á bandeira "das 4 horas enquanto foi possivel fui ali .
Passo á meia maratona com 1:55:30 dentro do meu plano mas sempre com receio que a qualquer momento a falta de treino fizesse das suas ...e assim foi aos 25km o primeiro de sinal de câimbras ..paro no abastecimento a seguir para ingerir agua e laranjas melhorei um pouco até aos 30km ...aqui a chamada paulada nas pernas .
Caminhei durante alguns metros ..o coração queria mas as pernas não andavam , por momentos passei um mau bocado e a ver como poderia sair daquela situação .Mais uma paragem no abastecimento de alguns minutos , ganhei coragem e continuei a correr a um ritmo muito lento na casa dos 6 `por km .
Os últimos km foram de muita emoção e sofrimento mas não me passou pela cabeça em momento algum desistir ...afinal tinha que fazer jus á frase que me acompanhava .
Demorei mais de 1 hora a percorrer os 10 últimos km ...quando chego ao km 42 a emoção toma conta de mim , no meio da multidão dos últimos 400 metros a subir o Simão chama por mim ..uma meia surpresa pois não tinha  certeza que ele ia estar ...parei emocionado para o abraçar e continuar até á reta da meta onde na bancada estava a Natércia...  fiz o mesmo agradecendo terem paciência para esperar por mim ...continuei até cortar a meta com a certeza que com muita coragem e determinação consegui um feito de correr a minha 5ª maratona com muito suor e lágrimas ..de todas a mais sofrida .
Terminei com o tempo chip de 4:12:36..mais 50 minutos que o meu record pessoal que é de 3:22:04 em 2009.
E assim foi a minha 5ª maratona , espero obviamente voltar a correr mais uma maratona...porque "nada é impossível basta acreditar  "
Parabéns a todos os que participaram
 fazendo deste um grande evento desportivo que orgulha Portugal que teve 56 países representados.
Brevemente outras historias sobre esta maratona ...até lá boas corridas.




3 comentários:

  1. Muitos parabéns Joaquim!
    Mais uma maratona feita, com muitas dificuldades e emoções. Como a vida.
    Gostámos muito de falar consigo!

    Grande abraço

    ResponderEliminar
  2. Muitos parabéns!
    Vou confessar uma coisa, quando antes da prova li a frase do João Marinho que tinhas na camisola fiquei emocionada e tive que controlar as lágrimas. Bonita homenagem que lhe fizeste Joaquim.
    Muitos parabéns pela 5ª e força para as próximas.
    Vemo-nos por aí :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Nada é impossível, basta acreditar!
    Muitos parabéns por mais esta superação!


    Um grande abraço

    ResponderEliminar

Enquanto há vida , há esperança e" HÁ FEST!"

Enquanto há vida há "Fest!!! Diz o povo na sua linguagem popular que "Enquanto há vida , há esperança, foi e será sempre segu...