sábado, 28 de janeiro de 2012

A importância das corridas na economia

doces conventuais de Amarante  esta é a nossa "7ªmaravilha"


  • hoje corro eu


Não é segredo para ninguém que são cada vez mais as   pessoas  que se  dedicam á pratica da corrida , uns por sedentarismo outros porque descobriram que é uma saudável forma de vida .
Para quem acompanha este fenomenal desporto  concerteza que tal como eu já fizeram contas e qualquer pessoa que por ano participe pelo menos em 10 das maiores provas a nível nacional e que o faça  a titulo individual  gasta uma pequena fortuna.
Quem sai a ganhar são as localidades onde se realizam as provas que normalmente são "invadidas" por milhares de pessoas que deixam uns largos milhares de euros na economia local.Quem esteve no domingo em Viana do castelo viu por exemplo o impacto que teve aquela prova no comercio local com milhares de pessoas entre eles centenas de Espanhóis.
Por exemplo aquela que é considerada a maior de Portugal a meia maratona de Lisboa é uma autentica "mina" pois são quase 50 mil pessoas que todos os anos se deslocam á capital para participar seja a correr ou a andar.
Ainda hoje li uma entrevista do responsável pelos famosos pasteis de Belém que dizia que nesse dia vendia 50 mil pasteis de Belém !
Talvez por isso não compreenda muitas vezes porque várias provas são anuladas por falta de orçamento Uma boa parceria com as várias entidades  que abranjam o comercio e os serviços assim como o  poder local  tem obrigatoriamente que compensar os custo   .Boas corridas e até para a semana.

1 comentário:

  1. E ainda existe mais uma 'manha' que pode fazer aumentar o negócio: fazer com que a entrega dos dorsais se faça apenas até à véspera da corrida, obrigando todos os que se deslocam de longe a ter de dormir na área da prova

    ResponderEliminar