segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Amarante Christmas Trail ...Uma corrida apaixonante


Nunca é tarde realmente para começar , esta frase tantas e tantas vezes escrita por mim  e que dou como exemplo para tantas coisas que vou fazendo ,( mesmo que ás vezes pense estar "velho"para as fazer) é aplicada a esta minha ultima experiencia na corrida , o Trail .

Já lá vão nove anos desde que me iniciei mais serio nesta coisas das corridas , e até hoje apenas tinha corrido estrada (excepção feita a uma prova de montanha em ALIJO EM 2007).
Basta estar atento para ver que o TRAIL se está a

tornar moda mesmo nos mais jovens o que não deixa de ser uma agradável surpresa.
Pois bem este fim de semana resolvi aceitar o repto da Natércia e participei com ela no Amarante Christmas Trail prova organizada pela Ada Trail Running team em colaboração com outras entidades locais e que não tinha carácter competitivo .
Pois foi com o tempo de chuva miudinha que cerca de uma centena de atletas na sua maioria praticantes habituais desta especialidade partiram em direcção a vários pontos da cidade e arredores com um grau de dificuldade que honestamente não estava á espera embora a minha preocupação era a Natércia ela que não gosta de subidas .
Passados os primeiros sustos começamos a engrenar e cedo se notou a diferença entre quem estava bem física e mentalmente para este grau de dificuldade.
O TRAIL tem esta particularidade de nos levar a sítios que de outra forma jamais lá iria-mos , assim foi passamos por locais lindíssimos e para amantes da natureza como nós  foi  fantástico .
Depois de uma primeira passagem pela parte urbana foi tempo de subir...subir ...subir...a paginas tantas apesar do percurso estar marcado chegou a existir alguma desorientação dado o cansaço provocado pela subidas ...a Natércia que tinha dado a ideia de participar estava a adorar embora nas subidas mais acentuadas as tivesse que fazer a passo . Deu para tudo até para ...namorar!
Mais ou menos a meio um saboroso abastecimento com o tradicional biscoito da Teixeira que foi óptimo para retemperar forças e partir em direcção á ultima subida situada no extremo da cidade .
A ultima vista sobre a cidade é fantástica e um grande cartaz turístico que aconselho vivamente  a visitar.
A prova inicialmente apontava para 14km , mas no final teve apenas 12.3km .
Foi uma experiencia muito boa em que podemos conhecer melhor a nossa terra fazendo uma actividade saudável. Parabéns aos organizadores pois tudo estava na perfeição apesar da prova não ser oficial.Como balanço pessoal gostei e penso um dia destes lançar-me numa maratona de trail para levar a adrenalina ao máximo em plena natureza. 

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

A corrida não é moda..é uma necessidade...

Muito se tem escrito ultimamente sobre a corrida , a grande divulgação que hoje em dia se faz através dos mais variados meios de comunicação faz com que muitos digam que correr virou moda.
Confesso que sou completamente contra esta conclusão tirada por alguns sectores da sociedade.
No meu caso pessoal correr não é moda mas sim uma necessidade...acredito que isso aconteça com uma grande maioria dos corredores do pelotão , aqueles que normalmente correm por prazer e vêm na corrida uma forma de aliviar a pressão e o stress causado no dia a dia de cada um.
A sociedade está a mudar são cada vez mais os que se "mexem"sinal que se sentem bem quando o fazem 
á dias testemunhei uma situação pouco vulgar e impensável á pouco anos.
Durante anos a sociedade consumia futebol por todos os lados , aos poucos as coisas estão a virar de direcção se não vejamos:
A semana passada passava eu na zona da cidade do porto quando o FCP jogava para a liga dos campeões um jogo importante , fiquei admirado com o movimento á hora do jogo e mais fiquei com as centenas de pessoas que vi a correr aquela hora quando se disputava jogo tão importante e transmitido em canal aberto...coisa impensável á poucos anos atrás.
 Aos poucos aquilo que parecia impossível vai mudando não por moda mas por necessidade , porque a corrida é algo que não se explica , sente-se e funciona como um alimento para o corpo e para o espírito.
Para ajudar a compreender melhor o que vai na cabeça da maioria dos corredora deixo aqui um comentário do amigo da blogosfera Fernando Varela do blog  corro logo existo

"Muitas das vezes quem não corre não consegue perceber o que isto significa: ele é "o correr atrás de nada", o ser "doido por correr de madrugada, ao frio e à chuva", o achar mais importante ficar de manhã na cama, ou passar a tarde no sofá.
A maioria das pessoas não compreende o que é definir um objectivo e conseguir alcançá-lo, o ultrapassar daquilo que até à pouco tempo eram os nossos limites, o companheirismo que se encontra nas provas, o apoio que nos dão quando precisamos, o apoio que podemos dar aqueles que precisam mais do que nós, a alegria de passar por baixo daquele pórtico, e todo o convívio que temos, antes e depois das provas."
Correr é simplesmente uma forma de vida."

  E mais não digo ...pois está aqui tudo..
Boas corridas!

sábado, 16 de novembro de 2013

39ª meia maratona da Nazaré , parte II .A verdadeira razão porque afinal corremos..

Não...não é nos anos 70 ..é este domingo 10.11.2013..
porque sabe bem fazer uma viagem no tempo...
Como vos prometi no texto anterior hoje vou-me "dedicar "a narrar a segunda parte da nossa presença na Mítica meia maratona internacional da Nazaré.
Neste grupo existe um pouco de tudo , quem corra muito ..quem faz que corre ...não existe competição entre nós mas numa coisa eu não deixo que ninguém me ganhe é no repasto. 
Terminada a prova e depois do merecido banho no porto de abrigo era tempo de repor as energias despendidas durante a corrida , o dia estava lindo , muito sol e aos poucos a avenida começou a ficar vazia , uns regressavam a casa ,  outros permaneciam na Nazaré em "romaria"até á praia do norte para a zona das tão famosas ondas , talvez inspirados pela presença do recordista mundial o havaiano Mc Namara .
Resolvemos almoçar na zona do parque de campismo , bem longe do mar e o local ideal para o nosso convívio e almoço á moda antiga , o chamado merendeiro .
Depois de um pequeno susto provocado pela "areia "no  local que nos levou a ter que puxar pelo físico para repor a legalidade e colocar a viatura fora de perigo , toca a assentar e pôr ao ar livre o que cada um levava e partilhar entre todos .

O momento alto foi quando o Paulo pegou no "menino"(nome pelo qual era conhecido antigamente aqui no norte o garrafão de vinho)e o apresentou ás "tropas".

Facilmente me apercebi que a comida dava para um "regimento"até porque no fim das corridas o apetite não é muito...mas conversa puxa conversa e o apetite foi aparecendo.Aqui não aconteceu o mesmo que na prova pois os que mais correram foram os que menos comeram ...e beberam, como disse atrás não permito que me ganhem nesta competição.

São estes momentos que fazem destes convívios algo inesquecível , que reforça os laços de amizade entre todos , que permitem que nos conheçamos melhor  , porque no fundo a corrida é apenas uma forma de estar de sentir e que nos proporciona momentos inesquecíveis que sem ela seriam impensáveis.

Todos estavam felizes , apesar do cansaço natural , mas quem corre por
gosto não cansa , a corrida é uma fonte de inspiração que nos permite momentos únicos de liberdade como este de estarmos em contacto com a natureza e a partilhar entre amigos  

Quando se faz o que se quer e gosta o tempo passa a correr , e sem dar por isso a noite começa a cair...é tempo de arrumar as" trouxas "até porque o vento forte começou a sentir-se .

Regressados á estrada esperava-mos mais uma longa viagem durante a qual a conversa e a"risada"sempre presentes para reforçar estes momentos que de raros até já tenho saudades..
Foi estou em querer uma experiencia interessante , a repetir estou certo .Quero agradecer publicamente ao nosso amigo Paulo Abreu pelo sacrifício de conduzir durante quase 600km aquela "relíquia"mas estou certo que o fez com muito gosto.Estamos cá para retribuir.Até á próxima corrida , sim porque como diz alguém"CORRER É MAGICO,E APAIXONA A VIDA".A todos boas corridas.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Apesar de tudo a "MÃE resiste á crise...numa viagem ao passado

na 39ª edição da meia maratona da Nazaré
É caso para dizer que apesar da onda gigante que "VARREU O PAÍS"nos últimos tempos e que fez com que muitos de nós alterássemos os nossos hábitos de consumo (mesmo no que a corridas diz respeito)ainda não fez muitos estragos na Meia maratona da Nazaré carinhosamente conhecida como a mãe das meias maratonas em portugal , isto porque foram apenas 38(!)atletas a menos que participaram na edição deste ano em relação á do ano anterior.
Esta foi apenas a minha quinta participação nesta prova , mas posso dizer que foi uma das que mais gozo me deu , pois consegui concretizar um sonho de levar o meu actual grupo de treino na sua totalidade a esta prova, foram 9 no total 7 deles para correr a prova principal de 21 097,5 metros.
Apesar da distancia e dos tempo difíceis que vivemos quando se conjuga vontade , amizade pura e respeito mutuo por cada um ,tudo se torna mais fácil e o que parece difícil  acaba sempre por se tornar numa realidade onde todos se revêem e têm  prazer em participar. 
Foi com este espírito que partimos ainda quase de madrugada em direcção á Nazaré , numa viagem que me fez recuar no tempo pela sua originalidade , do transporte ,(a viatura já velhinha mas um brinco) da forma como todos se organizaram (com merendeiro á moda antiga )e pela disposição de todos os participantes , fazendo esquecer as poucas horas de sono .
Chegados á Nazaré demos graças pela viagem que correu sem sobressaltos o pior era o Paulo (o condutor da relíquia) que se queixava de dores nas costas ele que está habituado a outro tipo de conforto mas que se sacrificou em nome deste "projecto"de malucos que percorrem 600 km para correr..21.
O tempo estava óptimo embora já estava a prever que á hora da prova o calor ia apertar (como veio a acontecer).
Depois de despachadas as formalidades de levantar os dorsais e do habitual café da manha e passeio pela marginal lá fomos nós em direcção ao nosso posto de reportagem para o "brifing" final , estudar a estratégia e fazer os acertos finais...quem não termina-se não comia!
A NOSSA PROVA
Dos  sete participantes todos tinham os seus objectivos para alem do principal que era terminar , de preferência bem , eu á muito que tenho os meus , apenas quero terminar com um sorriso e pronto para correr no dia seguinte(como já aconteceu hoje dia em que escrevo).Combinamos eu o Paulo e  o Miranda de começar com a Natércia , eu sabia que ela não estava grande coisa pois depois da lesão não tem conseguido meter treinos longo e o objectivo era fazer a volta á Nazaré com ela sempre a um Ritmo lento como convém .Á passagem dos 4 km deixamos a Natércia , entregando a ao destino ...e á sua capacidade de sacrifício que isso ela tem para dar e vender. Continuei com os meus dois parceiros o Paulo e Miranda , pois os outros elementos pertencem a outro "regimento"e á muito que já iam longe.
Por volta dos 8 km a experiência dizia-me que o Paulo ia já em esforço e acusar a maldita dor nas costas ..apesar dos nossos incentivos acabou por ceder á passagem dos 12km reduzindo o ritmo ficando apenas eu e o Miranda.
Continuávamos em amena cavaqueira   quem me conhece sabe o maluco que sou nas provas , muitas são as vezes que dou o meu grito de libertação.
Quando aos 17 km na ponte olho para o relógio fiquei surpreendido e vejo que vínhamos a fazer uma segunda parte muito rápida para o que estávamos á espera.Pergunto ao meu companheiro de viagem se esta bem a que ele responde que sim , terminando com uma ponta final muito boa pois corremos os últimos 4 km em 18 minutos ....para terminar com o tempo de 1:48:33(pelo meu relógio que é o que me interessa)
A desilusão
Chegados á meta onde existia alguma desorganização fiquei desiludido quando as meninas da organização disseram que este ano não havia o tradicional Prato...confesso que é um pequeno pormenor mas que eu dou muito valor, efeitos da crise , disseram elas...e digo eu.
Foi agora tempo de esperar o Paulo  que cortou com 1:54:20 muito bom para quem tanto sofreu durante a prova , a Natércia que tal como previa ia fazer um tempo bem longe do melhor que tem aqui (1:53:48)terminou com alguma dificuldade , acusou para alem da falta de treino o muito calor que se fez sentir e um pouco anormal para esta altura do ano ,mesmo assim terminou com 2:04.18.Os outros atletas do grupo Filipe Coutinho terminou com 1:21:48, Tiago Lopes 1:34:37 e José machado o "nosso veterano mor"com 1:38:28 , tempos muito bons  e dentro do que podem fazer . 
No final ainda tive tempo de ver chegar o meu amigo João Limae a Isa com quem tirei uma foto para recordação.
Em forma de balanço direi que foi mais uma vez um prazer correr na Nazaré .Espero que a organização possa evoluir e não fique parada no tempo , pois esta prova tem potencial para fazer melhor , a questão dos chips é muito redutora , como é possivel este dispositivo não dar o tempo de entrada e do controlo das passagens..os prémios de participação  aos atletas foram muito fraquinhos(para quem pagou 10 e 15 euros de inscrição. A mãe merece mais.)
Em breve escrevo aqui a segunda parte desta prova , que foi a nossa viagem de regresso e o convívio entre o nosso grupo...então até breve.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Emoção , festa e novo recorde na Maratona do Porto

Os "meus" atletas estiveram a alto nível
Pois muito bem afinal depois de tantos dias a ser-mos bombardeados com tantas noticias negativas sobre o orçamento de estado nada melhor que uma noticia destas para alegrar as nossas "almas"a Maratona do Porto constituiu um êxito assinalável numa altura de crise económica e social  .
É caso para dizer que "o povo saiu á rua"para numa manifestação sem precedentes no que ás provas de maratona dizem respeito em Portugal.
Foram quase 2800 a terminar o que constitui novo recorde de participantes nesta mítica distancia de 42 195 metros!
Com muita pena não participei mas torci por fora pois muitos foram os meus amigos da corrida que estiveram a participar , alguns deles pela primeira vez .
A representar o nosso grupo foram vários , mas não posso deixar de falar do nosso jovem atleta Luís Filipe que foi provavelmente o mais jovem a terminar com uma fantástica marca de 2:49:03 terminando na 61ª posição em 2775 que terminaram !é OBRA DE MUITO TRABALHO e sacrifício para quem trabalha 10 horas por dia e ainda tem talento para competir a este nível com apenas 22 anos!
Também Tiago Lopes representou o nosso blog terminando com 3:25:10 melhorando em 5 minutos a sua anterior marca. 
Estes dois atletas que normalmente correm pelo nosso blog os meus parabéns pela determinação demonstrada
Os números finais demonstram também que são cada vez mais os Portugueses a correr esta distancia ao contrario do que acontecia á poucos anos atrás pois este ano foram 1902 os portugueses a cortar a linha de meta destes quase centena e meia foram senhoras que é um progresso assinalável.
Parabéns  a todos os que participaram em especial aos amigos da blogosfera corredora porque correr uma maratona é algo que não se explica ...é simplesmente fantástico!

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

3000 a Correr a MARATONA DO PORTO?A ser verdade será fantastico

a minha primeira Maratona 
Fiquei curioso quando ontem ao ler na imprensa que os responsáveis da Maratona do Porto esperam ter mais de 3000 atletas.
A acontecer será fantástico , e baterá todos os recordes de maratonas em Portugal.De facto tem sido muito agradável registar ano após ano o aumento de participação na Maratona.
Esta Maratona do porto que teve na sua primeira edição 317 atletas tem-se afirmado , e ano após ano o entusiasmo cresce ao ponto de já ir num bonito numero de 1671 atletas a cortar a meta , assim foi em 2012.
Quando participei a primeira vez  em 2009 terminaram 857 atletas , sendo que deste numero mais de metade eram estrangeiros (fui 311º na geral )mas o panorama agora é bem diferente pois são cada vez mais os portugueses que se aventuram nesta distancia.
Na recente Maratona de Lisboa terminaram 1837 atletas , que passa a ser recorde em Portugal , ficamos por isso na expectativa de ver se este numero é ou não batido no porto , que a acreditar nas palavras dos responsáveis da Runporto serão certamente.
Muitos serão os que pela primeira vez se irão estrear nesta mítica distancia , estou em querer que a tendência é para continuar , e não tardará muito a que a fasquia dos 5000 será alcançada.
Por vários motivos este ano não vou estar presente o que nem imaginam a pena que me dá , que me desculpem os meus amigos que vão participar mas nem apoiar vou...sofro muito em estar de fora  por isso prefiro não ir.
Desejo a todos os participantes uma prova cheia de encanto , em especial para aqueles que como eu fazem deste o seu desporto de eleição , e que vêm na maratona uma realização pessoal que muito vai contribuir para aumentar a auto confiança de cada um .Divirtam-se e não levem o esforço á exaustão , o objectivo será terminar sempre bem.A todos   uma fantástica maratona é o que eu desejo.

domingo, 27 de outubro de 2013

Treinar ao Despertar da Aurora


Diz o ditado popular que "Que deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer", ora sou apologista desta filosofia pelo menos na parte de levantar cedo , adoro a manha ,por isso também para correr é na minha opinião a melhor hora do dia.

Ora este domingo assim aconteceu , beneficiados pela mudança da hora  á hora certa lá estava o nosso grupo para mais um "treino longo "como habitualmente acontece aos domingos.
8 horas em ponto o grupo estava pronto a partir , hoje completo pois foi com surpresa que um dos elementos
que normalmente não aparece aos domingos hoje nos presenteou com a sua presença , foi com muito gosto amigo Miranda ...apareça sempre.
No grupo estavam dois elementos (O Tiago e o Manuel)que domingo vão correr a maratona  por isso com outra rodagem , mesmo assim ainda permaneceram na primeira parte do treino junto ao "pelotão".
A Natércia que devido a lesão á muito que não corria tanta distancia , hoje aventurou-se mas a partir de certa altura começou a sentir , abrandando o ritmo e preferiu ficar sozinha , enquanto isso continuamos pela marginal  ao longo do Tâmega em direcção ao Marco que é o nosso percurso  preferido para treinos longos.Aos 16km invertemos a marcha e fomos "rebocar"a Natércia que tal como previa vinha a ceder por falta de ritmo , o que é normal. 
Terminamos com 20 km em 1H50:23 , muito bom , num agradável ambiente de boa disposição e preparados para mais uma semana de luta pela sobrevivência , ao qual a pratica da corrida ajuda e muito a enfrentar.A todos uma boa semana e boas corridas.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Historia de vida de uma autentica campeã

apesar de tudo sempre com um sorriso contagiante
Sem duvida que este fantástico mundo das corridas me tem permitido ao longo dos anos um acumular de historias , umas mais interessantes que outras como é óbvio.
Quem me conhece sabe que sou um individuo extrovertido durante as provas , falo com os atletas que me rodeiam como os conhecesse á anos.Ora foi exactamente numa prova em que tinha decidido falar pouco (para não me cansar tanto)que a paginas tantas , e depois de ouvir a conversa de um grupo de atletas comecei a falar com os atletas do Braguinhas Valquíria Silva e José Pereira durante a ultima meia maratona de Ovar.
Como já escrevi aqui no artigo anterior deste Blog , foi uma prova de emoções , provocadas pelas palavras da Valquíria relatando-me algumas situações da sua vida .
No final da prova assim como nos dias que se seguiram troquei algumas mensagens com ela e pedi se me autorizava a escrever sobre a sua historia de vida , que no meu entender  será muito motivador para todos os que tiverem oportunidade de ler.A Valquíria autorizou , assim como me deu mais alguns pormenores ...sobre a sua historia de dor sofrimento mas também de superação.
Ora esta "pequena"grande atleta que vos falo já em pequena gostava de dar umas corridas mas só já com idade adulta se iniciou nas provas .Ao longo da sua vida muito cedo começou a ter problemas de saúde "Aos 18 anos surgi-lhe o tumor no ovário direito que a  colocou em situação bastante delicada,uma vez que teve uma hemorragia interna e ficou quase 3 meses  hospitalizada.os médicos referem que provavelmente isto tenha sido a causa de outras doenças ou sequelas que foram aparecendo daí para frente.Devido a tantas hemorragias começou a ter problemas hematológicos,anemia,leucopenia"
Até que em 2005 depois de tantas vezes a correr para as urgências com mal estar,febre,dores abdominais,estava tão debilitada que ficou  internada no hospital de  Gaia em medicina interna.

A primeira vez foi para estudar a causa de uma febre e anemia que não passava.Mais tarde retiraram-lhe  a vesícula para prevenir uma pancreatite. Na sequência deste internamento,diagnosticaram-me uma doença no sangue,esferocitose (anemia hemolítica ereditária),que causa problemas no fígado,anemia,cansaço,etc…Porém,como andava sempre a queixar-se do estômago,um dia teve uma hemorragia e andou muito mal.Ficou internada numa enfermaria de doentes terminais durante muito tempo.Até que diagnosticaram-lhe um tumor no estômago já muito infiltrado,porém de pequena dimensão.Mas nunca fez  cirurgia para remover,dizem que esta alojado num lugar delicado e que só removendo todo estômago e duodeno ,algo que julgam não ser  capaz de suportar.

Quando em 2007 engravidou ,começou a ter problemas.Propuseram-lhe  interromper,mas não quis!
Correu tudo bem nos dois meses .Mas a partir daí foi uma luta!Passou muito mal,teve anemias graves,infecções renais graves,passou quase toda gravidez internada.Perdeu peso ao invés de ganhar.E começou a ser vigiada pela hematologia.O menino nasceu e foi estudado,também tem esferocitose e já nasceu com um tumor(benigno) no Baço.Mas esta bem.Depois do parto,muito complicado pois teve uma hemorragia.Os  valores baixaram muito(sangue).Foi para o Porto para o instituto de genética.Fez biopsias a medula óssea,estava a iniciar um linfoma. Daí em diante,passou dos 65/ 67 kg para os 41kg.O tumor tinha deixado raízes.Tirou apêndice,um nódulo do nariz,outro da virilha direita,6cm do intestino delgado,ovário direito,útero,e 3 nodulos no abdomem.Nesta cirurgia ao abdomem ficou 15 dias sem comer nem beber ligada a duas máquinas perfusoras.Cheguou aos 40 kg.Quando decidiram leva A VALQUÍRIA  para o bloco para abrir chamaram  a família e disseram que o caso era muito grave.Tinha acusado Carcinomatose no mesentério.Mas conseguiu Porém,os s exames de sangue cada vez agravavam-se mais a nível de glóbulos brancos.Neutropenia.Voltou fazer biopsia a medula óssea,duas,a sangue frio na bacia.A médica disse que tudo apontava para o linfoma tipo B.Fez  tratamento e ficou com um diagnostico de Hipoplasia da Medula Óssea,e por isso é vigiada na hematologia no Hospital São João.Se houver um maior agravamento,só fazendo transplante de medula óssea.Resumindo,tem  pouquíssimas defesas,glóbulos brancos,que a medula não fabrica.E se apanhar uma infecção mais grave não tem como combater.Tudo isso causa muito o desgaste,pois  os médicos dizem que o oxigénio não circula normalmente.
Quanto ao tumor do estômago,vai fazendo tratamento e medicação,e de seis em seis meses faz a eco endoscopia e biopsia.Da ultima vez disseram-lhe  que era muito arriscado mexer pois o problema que tem na medula agravaria a recuperação.Mas se ele aumentar muito ou acusar células más terá que tirar tudo.Agora está a fazer exames,pois apareceu-lhe um tumor no fígado,um nódulo no ovário esquerdo e suspeitam que o tumor na hipófise tenha aumentado,pois as análises acusaram quase 1.500 no valor,quando o normal é menos de 200....com tudo isto a Valquíria  confessa  que está a ficar cansada,mas não desiste de viver.!
Meus caros amigos , foi com esta autentica campeã que corri a minha ultima meia maratona , em Ovar durante a qual tive uma autentica lição do que é efectivamente sofrer,pois quando ás vezes temos um pequeno problema parece que nos cai o mundo em cima e a Valquíria com todo este "historial"não desiste e continua a correr , mesmo contra a vontade dos médicos , se isto não é uma autentica campeã , o que será?Resta-me dizer que terminei com ela a prova em 1h46 :40 um magnifico tempo para quem tem tudo isto e no domingo já terminou outra prova de 12 km em Famalicão  em 56 minutos !Vamos todos espalhar este exemplo de "desistir nunca"e dar um grande alento e muito animo á VALQUÍRIA se Deus quiser ela vai continuar entre nós para nos continuar  a motivar contra as adversidades que nos vão aparecendo.
Quanto a mim deixo publicamente o meu obrigado á Valquíria por me ter permitido publicar este testemunho de superação .

terça-feira, 8 de outubro de 2013

25ª Meia Maratona de ovar ,entre o mar a terra e a "emoção"

Realizou-se este domingo a 25ª meia maratona de ovar , prova adorada pela maioria dos corredores de estrada e amantes das longas distancias.
Mais uma vez participei , esta que foi a minha 7º participação nesta magnifica prova organizada pelos AFIS OVAR 
Chegamos a Ovar cedo como convém , foram desta feita 5 os atletas que representaram o nosso grupo , todos com objectivos bem definidos pois apesar de ninguém ganhar nada ao estabelecer um objectivo a motivação aumenta tornando-se importante nos momentos de algum sofrimento.
Comecei como sempre muito devagar para respeitar as indicações medicas (ás vezes até me esqueço tal é a emoção)aos 5 km passo com 27 minutos ainda na companhia do meu amigo e colega de treino Paulo Abreu , tínhamos combinado fazer a prova cada um por si e assim foi a partir do km 6 altura em que eu encontrei aquela que seria a minha companhia de corrida até ao fim , dois atletas dos Braguinhas com que iniciei conversa e descobri quem eram (são as coisas do mundo virtual)
Á passagem dos 10 km com 51 minutos disse á Valquíria silva e ao José Pereira que para mim já ia rápido mas com o incentivo deles lá continuei colado ao grupo.
Durante o percurso Foi quase uma constante (para não variar) sempre a falar e também a ouvir as historias destes amigos das corridas , com particular relevância para a valquíria que tem uma historia de vida "arrepiante"levando-me a emocionar em alguns momentos da corrida ...meus Deus como é possivel com tantos problemas de saúde ter aquela força de vontade e coragem..?Só visto..
Quando cheguei aos 15 km senti-me muito bem , o espírito de entre ajuda era tanto que nem acreditava que ia fazer um tempo tão abaixo do que previa.Por vezes lembrava-me do meu coração mas ele nada dizia , cansaço nada ...respirava bem ,pernas não se fala por isso ...toca a andar.
Á passagem pelos 19 km a Valquíria diz que se puder vai aumentar no ultimo km , e assim o fez mas eu fiquei até que aos 20.5 aparece a Natércia que não correu por estar em convalescença(já iniciou ontem a fase de recuperação)e decide correr comigo os últimos 500 metros , foi o animo que faltava para colar novamente nos meus companheiros Valquíria e José Pereira e terminar juntos esta magnifica prova , memorável para mim. 
No final com Jose Pereira, Valquiria Silva,Jose Teixeira e Paulo Abreu
os nossos atletas
Foi muita boa a prestação de todos no total foram 20 os amarantinos presentes com relevo para Nuno Costa que foi 2º classificado
Quanto aos atletas do nosso grupo para alem de mim que terminei com 1:46:40 , Paulo Abreu ,1:51:04 ,José Teixeira 1:43:52 ,Manuel Pinheiro 1:35:03 - Luís Filipe Paiva 1:19:22
E assim terminei a minha 41ª meia maratona , esta que é sem duvida uma das minhas preferidas.Terminaram a prova 1733 atletas , parabéns a todos.     RESULTADOS DA PROVA AQUI


quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Afinal o que é melhor para os pés dos corredores....


Estamos num tempo em que se cria competição em tudo , a ganancia ou a necessidade apenas de ser melhor para chegar primeiro em tudo , por vezes ultrapassa conceitos e valores que em nada contribuem para o esclarecimento de uma sociedade que se quer cada vez mais solidaria , sem esse espírito de competição doentia . 

Bem isto a propósito da importância que temos que ter para os nossos pés enquanto praticantes de corrida.Este é um tema em que estou particularmente á vontade pois nos últimos anos tive alguns problemas com os pés e por isso tive necessidade de recorrer a vários profissionais de saúde no sentido de  melhorar o conforto durante a corrida e reduzir ao mínimo a dor constante .
Ora na hora de comprar as sapatilhas de corrida todo o cuidado é pouco e muitas das vezes não se compra o que mais se gosta mas o que melhor se adapta ao nosso pé .Na recente meia maratona de Guimarães  no final , e incluído no kit de participação onde constava para alem da medalha uma "serie"de panfletos de provas de atletismo e de publicidade , um  houve que me chamou a atenção talvez pelo titulo sugestivo "o que é natural é running?
Depois de ler e reler fiquei ainda mais confuso....afinal o que é melhor para os pés dos corredores?Sim porque ao longo dos anos , não só quando compro calçado desportivo como nos diversos artigos relacionados com esta actividade desportiva somos levados para um certo conceito e ao ler este desdobrável fico com opinião completamente diferente , se não vejamos algumas das questões que  a Salmingrunning classifica como "MITOS"
Quanto mais amortecimento menos probabilidade tem de se lesionar -Falso diz a Salmingrunnin
Mudar os sapatos de corrida porque a sola perde o seu efeito de amortecimento -Falso diz Salmingrunnin
Deverá comprar calçado de acordo com o seu tipo de pé-Falso diz a Salmingrunnin
Se for um corredor pesado deverá comprar calçado de corrida com sola mais espessa-Falso diz Salmingrunnin
Estas são apenas algumas das questões que para a maioria dos corredores seriam coisas verdadeiras e que para esta empresa são apenas mitos.Verdade ou não em que ficamos?Certo é que como tenho joanete e um neuroma tenho mesmo que me defender para evitar as dores , no entanto não deixa de ser curioso como este tema é tratado e que convido os meus amigos leitores a ler para ter uma opinião se de facto é mito eu apenas querer vender o seu "produto".Espero como sempre ter sido útil á blogosfera ...e tenham boas corridas com ou sem Mitos.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

E aqui nasceu a minha" 40ª meia maratona"

a nossa chegada

"Aqui nasceu Portugal" esta é sem duvida a frase a que normalmente associamos a cidade de Guimarães ,

pois foi lá que ontem decorreu a denominada meia maratona dos conquistadores , prova que se integra nas comemorações de Guimarães capital  europeia do desporto.
Como aqui já tinha escrito este seria o meu regresso ás meias maratonas pois á mais de um ano que não participava  regresso este que só foi possivel porque me empenhei em ser padrinho de mais um amigo que decidiu (finalmente)participar numa prova de estrada e logo numa meia maratona, por isso foi com muito prazer que me desloquei  a Guimarães com o Paulo Abreu meu companheiro de treino .
E foi assim que também nasceu a minha 40ª meia maratona , um numero que muito me diz apesar de já á muito poder ter sido alcançado mas por vários motivos ainda não tinha sido possivel
A nossa prova
Como treino normalmente com o Paulo sabia do que ele seria capaz , no entanto quando no local me apercebi do imenso calor que se fazia sentir á hora da prova (36º) posemos apenas como objectivo terminar , mas terminar bem .
Foi muito agradável nos momentos que antecederam o inicio da prova rever muitos dos amigos que tenho no atletismo , para alem de muitos amarantinos presentes (dois deles também em estreia absoluta)encontrei a estrela da blogosfera corredora , pessoa muito conhecida do pelotão e muito contribui para a divulgação das corridas . estou a falar de Ana pereira do blog mariasemfrionemcasa.blogspot.pt com quem troquei algumas palavras de circunstancia e tirei umas fotos para a posteridade .
Mas como disse a minha preocupação residia no meu amigo Paulo Abreu , pois contribui para ele ali estar e por isso queria que ele estivesse a gostar da festa (é assim que eu vejo as corridas).
Inicio da prova 
A prova começou e como sempre  coloquei-me na retaguarda do pelotão para evitar aqueles habituais atropelos , o grupo manteve-se coeso eu o Paulo a Ana O Miguel (outro dos estreantes amarantinos tal como o Hugo)O Mário e o João até que á passagem dos 4km a rapaziada começou  a ceder e apesar de o ritmo ir lento começamos a passar muitos atletas que não contavam com tanto calor para um inicio tão rápido.
Aos 10 km passamos com 54 minutos dentro do que estava mais ou menos previsto , mas eis que depois de já termos corrido algumas subidas começa uma subida que partiu muito o pelotão .O nosso grupo ficou partido e eu como mais experiente ainda vim atrás mas não dava já para colar os outros elementos.
Depois de passar o centro histórico a prova vira para ruas com muito paralelo e longas subidas até ao km 16 altura em que já em direcção ao castelo eram ás centenas os atletas a passo .Honestamente não contava com tantas subidas e o Paulo começou também a ceder , o calor era muito e apesar de a prova ter muitos abastecimentos as energias já eram poucas para tanto esforço.Aos 18 km 1H46 disse ao Paulo que iamos acabar com menos de duas horas mas para isso tínhamos que aumentar o ritmo , ao que ele me respondeu que não dava pois a sua "hérnia"ia a dar sinal de vida por isso era melhor manter o andamento e esquecer o tempo , como padrinho logicamente que respeitei e lá fomos em direcção á meta ,encontrando muito obstáculo nada consentâneo com o prestigio que esta prova devia ter.
Terminamos com 2h02;11 tempo do meu gps e com 21 480 metros de prova !
O Paulo gostou da experiência apesar do muito calor e do percurso muito , muito difícil para no meu entender uma prova que se quer afirmar no futuro.
Os outros amigos Hugo e Miguel também eles estreantes terminaram muito bem , estou em querer que com outras condições e mais treino temos atletas.
Em conclusão acho que a prova tem pernas para andar , no entanto terá que mexer forçosamente no percurso para cativar um maior numero de atletas , porque as organizações têm que compreender que a sua maioria faz isto por prazer (basta ver os tempos)e não está disponível para pactuar com essa historia que o objectivo foi levar a prova á cidade , pois ninguém aprecia a "historia" a correr uma meia maratona . isso é utopia de alguns iluminados.Pela minha parte fiquei feliz pelo regresso e espero continuar a fazer parte desta magnifica família do atletismo popular.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

RTP "oculta"pelotão da meia sport zone

Mais uma vez volto ao tema do que eu acho que deve ser serviço publico de televisão no que a cobertura de provas de corrida diz respeito , e volto porque ao contrario do que muitos comentários que me foram enviados , eu sou um homem livre e com direito a opinião , vamos então ao que interessa.
Ontem decorreu a  meia maratona sport zone , prova onde já corri por 4 vezes mas que infelizmente este ano não pude estar presente.
A RTP fez aquilo que acho que deve ser nestes acontecimentos desportivos , ou seja transmitiu a prova , pois acho que é sem duvida de interesse publico a cobertura daquela que é a maior prova de atletismo que decorre no norte do pais.
Como não corri á hora certa lá estava para ver a prova , não escondo que pouco ou nada estava interessado nos primeiros classificados , pois a minha  posição na corrida tem outros objectivos , sou um atleta do pelotão e era isso que eu queria ver , só que de pelotão ...nada.Fiquei frustrado pois estava a gravar a prova e quem sabe podia ver algum dos amigos do pelotão (e eram tantos)para depois poder partilhar .
Mas não , a RTP ,com uma péssima cobertura não deu um único momento do pelotão limitando-se a algumas imagens da mini maratona só porque corria lá uma figura publica(Jorge Gabriel).
Nem eu nem nenhum atleta dos quase 4600 que terminaram a prova correm para serem filmados  , mas se não fossem eles a prova pura e simplesmente não existia.
Darem-se ao luxo de filmarem os patos e os barcos que andavam no rio e não irem ao grosso do pelotão é uma falha que enquanto praticante não posso deixar de passar em claro.
No final a incompetência roçou o ridículo  com o jornalista a entrevistar os atletas de elite sem tão pouco saber o seu nome!
Fica aqui esta minha "revolta"pois não alinho em "produtos"para cativar audiências , para isso existem as televisões privadas , a RTP tem o dever de fazer serviço publico, e o que eu vi não o foi .
A todos uma boa semana e boas corridas.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Até o Pastor conhece o Ritmo

corrida e natureza , uma combinação perfeita
A corrida continua a fazer parte do dia a dia , apesar das limitações físicas , nesta fase não posso passar sem ela.
Hoje assim foi mais um treino , desta feita só pois a Natércia parou , uma arreliadora lesão que desde Junho não a deixa em paz , apesar de várias tentativas não dava para continuar por isso após alguns exames médicos chegou-se á conclusão que tinha mesmo que parar de treinar até resolver de vez esta lesão que a impede de correr.
Por isso hoje fui correr sozinho , pois àquela hora da manhã a camaradagem do treino está a trabalhar (coisa que por enquanto para mim é uma miragem , apenas)
Limitado que estou a correr , ás vezes até me esqueço que tenho que correr devagar , quando corro acompanhado é diferente pois tento acompanhar o ritmo da Natércia que é o ideal para mim nesta fase.
Hoje escolhi um percurso em terra , pois no fim de semana corri na estrada dois treinos de 15 e17  km , gosto muito de correr em percursos de terra e de preferência  no meio da natureza como foi o caso.
Mas a historia do treino de hoje é sem duvida interessante , pois ás vezes parece que passamos despercebidos e não é o caso , eu passo a explicar.
Neste local treino muitas vezes , por norma andam por ali vários pastores a quem dou sempre o meu "bom dia "mas longe de imaginar que eles tinham alguns pormenores em atenção .
Com cerca de meia hora de corrida encontro o primeiro pastor , que não se apercebeu da minha presença e quando eu disse bom dia assustou-se !
Não tenha medo sou eu , digo meio a rir.Continuei e quando regresso ele me diz:
Eu ainda agora olhei para trás e não vi ninguém , como é que você andou tão rápido?
Ai não resisti e parei para falar com ele , e perguntei-lhe :
Olhe lá acha que venho rápido?
Acho , quando vem com a sua senhora o ritmo é mais leve .
Larguei uma gargalhada e lá me  despedi dele com um "até"amanhã , quando dai a pouco olho para o relógio e logo vi que o Homem tinha razão , com 8km de corrida o ritmo ia a 4:58km  muito rápido para para quem está aconselhado a correr a 5:30km!Foi aí que vi que ia a exagerar sem me aperceber , faltava-me a minha referencia .
Terminei o treino de 10km com 49 minutos com uma agradável sensação de bem estar , com as baterias carregadas de uma energia  natural para aguentar este "ritmo"de uma vida cada vez mais difícil.
Assim foi a partilha de mais uma historia de corrida , boas corridas e não se esqueçam de ser felizes.

sábado, 7 de setembro de 2013

Douro Bike Race 2013

 Vai ter lugar, de 11 a 14 de Setembro, a quarta edição da Douro Bike RACE  (DBR), uma prova de bicicleta  de BTT por etapas em que cada participante escolhe o nível de participação. A partida e a chegada serão sempre na cidade de Amarante.

A prova está dividida pelas seguintes etapas: a “Epic”, durante quatro dias, que percorrerá as três serras (Marão, Alvão e Aboboreira), a “Adventure” ao longo de dois dias, pelo Alvão e Aboboreira e, por último, a “Ride” que decorrerá num só dia, apenas pela serra da Aboboreira.
É o seguinte calendário de provas:
- Dia 11 de Setembro – Prólogo: Partida 1º corredor 16:00
- Dia 12 de setembro – Etapa Serra Marão: Partida 8:00
- Dia 13 de setembro – Etapa do Alvão: Partida 8:00
- Dia 14 de setembro – Etapa da Aboboreira: Partida 8:00
- Dia 14 de Setembro – DBR Eliminador: Partida 1º corredor apuramento 17:00

A par do evento desportivo, este ano a Douro Bike Race conta com um Festival de Música, no dia 14, que terá lugar no Parque Florestal. Esta iniciativa destina-se a promover jovens músicos de Amarante, bem como outras bandas nacionais.
Este evento internacional que mais uma vez se realiza na "princesa do Tâmega , e que vai trazer até amarante centenas de amantes do BTT , entre eles alguns dos melhores a nível mundial.
Uma boa oportunidade para os que gostam de desporto e natureza para visitarem a nossa região.
SEJAM BEM VINDOS

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Jornalistas" ou moços de recados"



Pode parecer duro escrever este titulo , mas de facto começo a ficar cheio de ver tanta incompetência no nosso jornalismo , classe que durante muito tempo contribuiu para a formação de uma sociedade mais informada e mais justa contribuindo assim para a  democracia .

Vem isto a propósito de um texto publicado na pagina do amigo da blogosfera João lima  de um comentário do jornalista da RTP a quando da transmissão da maratona do campeonato do mundo e que aqui transcrevo parte"Mas se o que acabei de dizer é verdade, também não posso ter deixado de ficar indignado com um comentário que Luís Lopes fez na TV2 em plena Maratona do Mundial de Moscovo, quando comparava as maratonas das grandes competições internacionais às chamadas comerciais e referiu que essas apenas tinham milhares de participantes pois eram preenchidas "não por atletas mas sim por corredores de fim-de-semana que em relação ao primeiro classificado não sabem quem é, não querem saber e têm raiva de quem sabe".
De facto que os corredores eram mal tratados pela generalidade da imprensa escrita e falada já sabíamos mas assim desta forma descarada é preciso ter lata.
O PAIS vive uma situação preocupante , a guerra das audiências por vezes leva a que se desinforme em vez de informar , o mais ridículo é que jornalistas que criaram uma certa imagem contribuem para esta situação lamentável , fazendo um serviço de subserviência , mais parecendo "moços de recados".
Não sou nem nunca serei atleta de elite , gosto do desporto em geral , e na minha opinião a divulgação das inúmeras provas que se realizam ao longo do ano pelos principais pontos do pais só iria contribuir  para qualidade de vida das pessoa , fazendo com que muitos se aventurassem  na pratica do exercício físico. Mas não infelizmente quem ler jornais desportivos poucas vezes se fala de corrida , optando na maioria dos dias por divulgar fotos dos chamados famosos   cativando assim os leitores e distorcendo o papel para o qual foram criados , ou seja divulgar e informar tudo o que é desporto.Felizmente que existem hoje outros meios de comunicação que em muito contribuem para a divulgação desta fantástica modalidade  .boas corridas. 

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Correr e ouvir o Coração

Correr e ouvir o Coração .Perguntarão os meus caros amigos o porquê deste titulo mas eu passo a explicar.Como qualquer corredor consciente uma vez por ano faço os habituais exames de rotina  , ora á dois anos que o meu coração dá resultados   que segundo os médicos indicam algo de anormal mas que nem eles sabem explicar , por isso me aconselharam numa primeira fase a reduzir o esforço físico.
Passado quase dois anos e depois de mais uma serie de exames o problema permanece mas está melhor.
Começo assim a fazer exames complementares para ver de onde é que realmente vem a  ligeira alteração no volume deste valioso músculo sem o qual não podemos viver que é o coração.
Em Maio fiz uma prova de esforço seguida de mais exames no Hospital de Santo António , no final o cardiologista (o mesmo que me segue á 5 anos) aconselhou-me a correr até 70% do esforço no máximo pois tudo pode ser normal mas quer ter a certeza e só depois tomar a decisão."Como não lhe posso amarrar as pernas corra mas devagar"disse-me ele antes de me dizer que os exames vão continuar .Em Dezembro vou andar com  O HOLTER e só mais tarde saberei  o que se segue , tudo isto através do SNS que como se sabe lento.
Mas como tenho necessidade correr , e porque gosto muito desta actividade desportiva vou mesmo que respeitar as indicações medicas sob pena de o prejudicado ser eu .
Por enquanto vou apenas desfrutando da corrida, e se antes corria na casa de 4/5 minutos por km agora corro a 5/6 por km , o importante é manter-me activo e a fazer uma das actividades que mais alegria e liberdade me dá que é a corrida.
Todos os que praticam actividade desportiva estão sujeitos a varias lesões , mas estas realcionadas com o coração têm que ser levadas a serio e é assim que vou fazer por enquanto , esquecendo os tempos e até mesmo as provas pois se tudo correr bem tudo não vai passar de um pequeno susto.Boas corridas a todos e divirtam-se.

sábado, 3 de agosto de 2013

Desporto , "uma linguagem "universal

com Michael Schar da BMC 
De regresso ás recentes historias que prometi partilhar com os meus amigos e leitores , assim como a toda a comunidade da blogofera corredora .
Também era domingo e por isso dia de descanso , a monotonia era quebrada sempre por algo que tivesse a ver com o ar livre .Nesse domingo decorria ali bem perto o campeonato nacional Suíço de estrada em bicicleta , apaixonado que sou pelo desporto não podia perder esta oportunidade de ver de perto esta tão importante prova que se realizava em circuito com algumas das melhores equipas a nível mundial de uma modalidade que particularmente aprecio. 
A minha paixão pelo desporto é antiga , pois sempre o vi como algo ao alcance de todos desde que praticado obedecendo a regras de conduta assim como o chamado fairy -play entre praticantes e espectadores.Foi neste espírito que parti em direcção ao local de chegada para assistir aquela que seria a minha primeira "vez"a ver uma prova de desporto profissional fora do pais.
Logo chegado ao local notei uma grande diferença com a quantidade de nacionalidades , pessoas de vários cantos do mundo ou não fosse este um  pais cosmopolita.Nos tempos da minha adolescência cheguei a escrever para uma revista Juvenil uma frase que ainda hoje gostava que estivesse sempre presente , "o  desporto e a musica são uma linguagem universal , capaz de estabelecer a paz entre as nações".
Vem isto a prepositivo do ambiente verdadeiramente saudável com que assisti á chegada dos ciclistas , respeito mutuo dos espectadores , órgãos de comunicação social e atletas , mesmo a condizer com o tal espírito que eu penso que podia ser o desporto , linguagem universal de mensagem de paz entre os povos.E foi assim nesta onda de entusiasmo que chegou o grande  vencedor Michael Schar .Resta dizer que dentro deste espírito saudável ainda deu para estar com o vencedor e novo campeão suíço de estrada um "gigante "atleta que simpaticamente acedeu aos meus pedidos para uma foto para a posteridade .E assim se passou mais uma simples e real historia em terras Helvéticas. Boa corridas .

segunda-feira, 29 de julho de 2013

"Olha ali o Jorge Jesus..."

Centro desportivo de Meyrin
Tal como prometi vou ao longo dos dias (enquanto tenho tempo)deixar aqui algumas das pequenas historias que vivi ao longo da minha pequena passagem alem fronteiras.
Sou um sentimentalista , pessoa de valorizar  os pormenores da vida pois são eles que dão o "sal"ao nosso dia a dia , por isso dou valor a coisas que para muitos são insignificâncias. 
Quando estamos longe então ...é que esses pequenos pormenores são valorizados.
A corrida tal como a família e os amigos estavam sempre no meu pensamento , de todas só da corrida me era possível aproximar , mas por falta de tempo apenas ao domingo me era possível praticar  esse momento de libertação como eu costumo dizer.
Corri quase sempre sozinho  durante as semanas que por lá andei , como sabem não é fácil encontrar pessoas disponíveis para a pratica da corrida ..até que já na parte final consegui finalmente uma companhia capaz de me acompanhar.
Como sempre tenho o cuidado de alertar para o percurso e a distancia que tenciono fazer para que não surjam surpresas , mas o meu companheiro de treino apesar de não ser praticante de corrida mas sim de BTT concordou com tudo e lá fomos para um treino inicialmente previsto de 15 km a um ritmo necessariamente lento.O destino era a vila de Meyrin a 7.5 km do nosso local de partida.Era domingo e por isso o silencio que se faz a esta hora do dia  era uma força mental que alimentava o nosso treino , o meu companheiro Hélder ia a portar-se muito bem e sem dar-mos por isso 36 minutos depois estávamos no local  de chegada onde tinha-mos combinado parar para alongar cerca de 3 /4 minutos .A natureza que envolve todo o percurso é lindíssima assim como este local um moderno centro desportivo com vários campos de futebol que aquela hora estavam praticamente vazios.Dois minutos depois da chegada lá fizemos os combinados alongamentos junto á rede que separa o exterior do complexo .É importante salientar que não tínhamos praticamente acesso a informação de portugal , apenas aquela que nos era fornecida pelos familiares via telefone , por isso a actualidade noticiaria  não existia.E aqui surge a surpresa ,o meu amigo me diz :
"Olha , olha quem está ali o Jorge Jesus ".Pensei que era mais uma das dele pois é muito brincalhão e ainda por cima portista...mas não ,  facilmente vi que era mesmo ele assim como toda a equipa do Benfica que estava a iniciar o treino , nós que nem nos passava pela cabeça que eles estivessem por aquelas bandas  tínhamos pouco informação de Portugal.No meio desta agradável surpresa chamei por ele (JJ)que simpaticamente levantou o braço com o polegar na vertical acompanhado de um pequeno sinal que só mais tarde percebemos quando tentávamos entrar no estádio mas estava fechado ...quando não é o nosso espanto  o segurança veio na nossa direcção com a chave e nos abriu a porta do estádio (dai o sinal do JJ).Permaneci incrédulo com esta surpresa  , depois de entrar estive ali cerca de meia hora a ver o treino do meu clube do coração num estádio completamente vazio e que deu para perceber quanto é importante encontrar o que realmente gostamos a 2000km de distancia.E foi assim que regressamos a casa para contar a surpresa e recordar aquele momento de felicidade  que atenuou e muito as saudades.Fica aqui assim a minha historia real que quero partilhar com a blogosfera , afinal a vida é mesmo assim cheia de surpresas.Então até á próxima historia e boas ferias se por acaso forem daqueles felizardos que ainda podem gozar ferias.

quinta-feira, 25 de julho de 2013

A Devida explicação á Blogosfera


Pois é meus caros amigos companheiros de corrida , estou de regresso á vida...!Despedi-me a 10 de Maio com um "até Já", muitos foram os que ficaram confusos com esta minha mensagem....Por isso e depois de consultar a caixa de mensagens penso ser minha obrigação um esclarecimento publico sobre esta minha ausência deste blog que felizmente tem muitos seguidores e por isso deixaram aqui a sua admiração sobre a ausência de noticias.
Pois bem , como é do conhecimento geral á muito que o "nosso "Portugal foi varrido por uma grave crise económica .. que levou tudo á frente , pessoas , empresas , instituições e muito mais.Tal como milhares de empresas também eu encerrei a minha actividade comercial que á 16 anos geria com a Natércia e que era o nosso "ganha pão".No espaço de poucos messes a vida começou a  andar para trás e á que procurar alternativas pois o pão não pode faltar na mesa, por isso na primeira oportunidade parti em busca de algo que me permitisse melhorar a minha situação e da minha família .Foi uma experiência curta tal como estava previsto mas que deu para perceber que sou capaz de aguentar os sacrifícios (ou não fosse eu maratonista) e que o futuro só será negro se não tiver saúde.Não foi possivel durante este período escrever neste espaço pois não tinha Internet. De lado ficaram as corridas , a família , os amigos , mas se Deus quiser muito em breve tudo será retomado  pois afinal de contas não existe dinheiro no mundo que pague toda esta riqueza.
Muito em breve irei partilhar com a blogosfera algumas das historias que vivi ao longo dos últimos 75 dias , porque a vida é mesmo assim .Então até já , agora sim até breve para a primeira historia da minha aventura por terras Gaulesas e Helvéticas.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

A estrada da vida...


Por estes dias em que a vida da maioria das pessoas directa ou indirectamente  mudou , nada melhor  que reflectir sobre a nossa caminhada na vida , esta estrada que somos convidados a percorrer.

Nos últimos dias tenho travado um dialogo interessante com a estrada da vida...ao longo do asfalto , tantos têm sido os kms que tenho corrido.
Não quero de forma alguma transformar este blog em muro de lamentações , até porque não foi para isso que foi criado , no entanto é impossível  passar ao lado dos problemas com que somos diariamente confrontados.
Pessoalmente a corrida tem servido para substituir comprimidos , por cada 10km percorridos é menos um comprimido...
Pelas minhas contas nos últimos dois meses (tempo em que a minha vida mudou)corri cerca de 500km !
umas vezes acompanhado outras sozinho (poucas)o que é certo é que tenho encontrado aqui o equilíbrio perfeito para ultrapassar este momento.
Ao longo da estrada ...vou encontrando outros , que de bicicleta , a correr ou simplesmente a caminhar , também eles travam um dialogo silencioso  com o asfalto á procura de resposta que tardam em chegar..
Nunca como agora vi tanta gente triste , com pouca vontade de falar , de sorrir ou simplesmente viver !

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Atletas do Sol..

eco pista do Tâmega 
A pratica da actividade física está a ficar moda , disso acho que estamos todos de acordo , agora a regularidade com que a mesma é praticada é que já não é tão consensual.
Como se sabe o clima este ano está muito alterado , muita chuva e frio em época que por norma devia ser de sol o que torna os dias mais tristes e com pouca vontade de sair de casa para a  habitual pratica de exercício físico....mas eis que chegou o sol e com ele os atletas do sol.
De facto desde sábado que é um regalo para a vista , tantos são aqueles que de várias formas ocupam os mais variados espaços públicos , quer seja a correr , de bicicleta , ou simplesmente a caminhar.
Ontem fiquei deveras pasmado quando ao passar pela nossa eco pista e vi o numero de pessoas que aquela hora por ali andavam com roupas de verão  , aos grupos a caminhar.
Sou como é sabido apologista  que todos os dias são bons para o exercício , chuva , sol, neve , para mim tanto faz , o exercício é para mim  tão  importante como o ar que respiro.
Espero que as mentalidades se "iluminem" de forma a que as pessoas se convençam que todos os dias , são dias para fazer tudo aquilo que nos dá prazer, pois só assim caminharemos para o bem estar do nosso físico e mente. 

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Quando ser Maratonista ajuda a arranjar...emprego


Quando um pouco por todo o lado o tema principal é a crise e em especial o numero astronómico de desempregados  que na pratica já passa de 1 milhão  , é com alguma  satisfação que esta semana ao ler um artigo no Jornal de noticias vejo que nos Estados Unidos ser maratonista e mencionado no respectivo currículo profissional é meio caminho andado para arranjar emprego.

Aqui está a grande diferencia de mentalidades , que muitas das vezes conduzem ao sucesso ou insucesso não só da economia como do bem estar social de qualquer povo , ou seja admitir para determinado emprego os mais capazes , os determinados, os que não têm medo de enfrentar o desafio.
O que assistimos em portugal é exactamente o contrario , são admitidos os que tiverem a maior "cunha"e assim dar continuidade á podridão , á incompetência , e á subserviência com os senhores do sistema.
Para mim estar tecnicamente preparado para o exercício de determinadas funções também terá que ter preparação física e mental , e quem melhor que um "maratonista"para atestar este estado .
Estou em querer que o fenómeno que neste momento se passa um pouco por todo o pais , ou seja a pratica da corrida como moda , vai melhorara nas gerações mais próximas  capacidade de por certas cabecinhas a pensar a valorizar o mérito.
.Já agora porque não mencionar também as nossas aptidões físicas na entrega de um próximo currículo?

quinta-feira, 4 de abril de 2013

ORGANIZAÇÕES DAS PROVAS CONTINUAM A DISCRIMINAR AS MULHERES

As mulheres que ao longo de séculos foram discriminadas na sociedade , aos poucos têm vindo a aproximarem- se do sexo oposto no que a direitos diz respeito.
No entanto parece que ainda existem franjas da sociedade que talvez agarrados a alguns preconceitos as não consideram com os mesmos direitos apenas com os mesmos deveres.
Enquanto defensor acérrimo de direitos igualdades e garantias para todos , é com alguma tristeza que vejo as provas de atletismo (existem excepções) a discriminar as mulheres , logo numa altura em que são cada vez mais a correr , provas em que não existem mulheres não têm a mesma beleza (digo eu).
Exemplo concreto:Hoje quando verificava a tabela de prémios da meia maratona de Cortegaça  , lá está uma enorme diferença nos prémios  atribuir a homens e a mulheres .Com uma agravante que os homens têm 5 escalões e as mulheres apenas um.Fica aqui o reparo e espero que certas consciências desta sociedade se libertem de complexos para que a sociedade seja cada vez mais justa.
Aqui fica a tabela para que não fiquem duvidas.

Prémios da meia maratona de cortegaçã 2013

SENIOR MASCULINOS

(Até 39 Anos)
1800.00 €1150.00 €
2550.00 €1250.00 €
3400.00 €1350.00 €
4250.00 €1450.00 €
5150.00 €1550.00 €
6120.00 €1625.00 €
7100.00 €1725.00 €
870.00 €1825.00 €
950.00 €1925.00 €
1050.00 €2025.00 €

FEMININOS

(Sem Escalão)
1550.00 €
2350.00 €
3200.00 €
4100.00 €
550.00 €
625.00 €
725.00 €
 VETERANOS MASCULINOS

I

(de 40 a 44)
1150.00 €
2100.00 €
375.00 €
50.00€
550.00 €

II

(de 45 a 49)
1100.00 €
250.00 €
325.00 €

III

(de 50 a 54)
1100.00 €
250.00 €
325.00 €

VI

(de 55 a 59)
1100.00 €
250.00 €
325.00 €

V

(=> 60 anos)
1100.00 €
250.00 €
325.00 €
  
  • Um troféu para as 5 melhores equipas com 3 Atletas
  • Prémios sorteados

Enquanto há vida , há esperança e" HÁ FEST!"

Enquanto há vida há "Fest!!! Diz o povo na sua linguagem popular que "Enquanto há vida , há esperança, foi e será sempre segu...